Messi: "O futebol, como a vida em geral, nunca será o mesmo"

Em entrevista, o camisa 10 da seleção Argentina e do Barcelona disse estar convencido de que a pandemia marcará, e muito, a sociedade de hoje

Messi retornou aos treinos no Barcelona

Messi retornou aos treinos no Barcelona

Miguel Ruiz/EFE/29-05-20

O atacante argentino do Barcelona, ​​Lionel Messi, que retornou aos treinos na última sexta-feira (29), acredita que haverá um antes e um depois para todos, após a pandemia da covid-19, e que nada será o mesmo, nem o futebol.

Leia mais: SP deixa futebol de lado no plano de retomada consciente das atividades

"Acho que o futebol, como a vida em geral, nunca será o mesmo", disse Messi em entrevista ao 'El País Semanal'.

O '10' da equipe espanhola está convencido de que a pandemia marcará, e muito, a sociedade de hoje: "Todos nós que experimentamos essa situação lembraremos o que aconteceu de uma maneira ou de outra. No meu caso, com um sentimento de arrependimento e frustração com aqueles que mais sofreram com a perda de seus entes queridos. E também com infinito agradecimento a todas as pessoas que lutaram para combater o vírus nos centros de saúde ".

Veja também: Quarentena impõe nova realidade a pais, alunos e educadores de todo o Brasil

Para Messi, "quase todo mundo" tem "a dúvida" de "como será o mundo depois de tudo o que aconteceu" e ele não é exceção. Mas o que ele tem certeza é que muitas coisas mudarão a partir de agora.

"O futebol e o esporte em geral certamente serão afetados. Na parte econômica, porque existem empresas relacionadas ao mundo do esporte que talvez tenham uma situação mais complexa após o coronavírus. E na parte do desempenho profissional, porque o retorno ao treinamento, competições e o que costumava ser feito de maneira normal, agora terá que ser implantado novamente, mas progressivamente ", refletiu.

Messi é ‘La Pulga‘! Veja apelidos de craques que jogaram na Espanha