Medo da reserva fez veteranos derrubarem Mancini no São Paulo

Daniel Alves e Hernanes foram pivôs da saída do treinador: 'Acho que devo virar a página e seguir minha vida', disse o profissional

Mancini era respaldado pelo trabalho no Paulistão 2019

Mancini era respaldado pelo trabalho no Paulistão 2019

Maurício RummensEstadão Conteúdo - 26.8.2019

Abalado pela saída inesperada do São Paulo, Vagner Mancini descansa em Ribeirão Preto. Ele aproveita os dias de paz e tranquilidade no interior do Estado para se refazer do turbilhão que em poucas horas transformou sua vida. De coordenador técnico efetivado como substituto de Cuca a mais um profissional do futebol brasileiro desempregado, Mancini se sentiu desprestigiado a partir do momento em que alguns jogadores, liderados por Daniel Alves, pediram a contratação de Fernando Diniz

Em áudio vazado, ele culpou o lateral direito por sua saída do clube. "Sabe por que eu saí do São Paulo, boleirão? Eu fui efetivado no cargo, aí quatro horas depois disso o Daniel Alves foi lá e pediu o Fernando Diniz. Eles me chamaram e falaram que estavam em dúvida. Eu falei: 'olha, se vocês estão em dúvida, então, vão atrás do Diniz porque eu estou indo embora'. Foi isso".

No dia seguinte a esta decisão, a produção da Record TV entrou em contato com Vagner Mancini. A ideia era gravar uma entrevista exclusiva com ele para ser exibida no Esporte Fantástico, às 10h15 de sábado. Mancini, porém, recusou a oportunidade e não quis expor as razões de sua saída do São Paulo.

"Não gostaria de falar sobre isso, acho que devo virar a página e seguir minha vida. Passei nove meses no São Paulo num período feliz da minha vida. Esse assunto já deu muita dor de cabeça a muita gente. Espero que o tempo passe rapidamente para esquecermos", disse.

Para ser o novo treinador do São Paulo, Vagner Mancini teria como respaldo o trabalho que fez no primeiro semestre durante o Campeonato Paulista, quando promoveu vários garotos da base. Jucilei e Hudson, que eram titulares no tempo de André Jardine, foram substituídos por Luan, de 19 anos, e Liziero, de 21. Devido às lesões dos veteranos Nenê e Hernanes, Igor Gomes, de 20 anos, e Antony, de 19, também passaram a ser titulares.

O histórico recente de preferência por uma formação mais jovem teria contribuído para a queda de Vagner Mancini. A pessoas próximas ele revelou que, além de Daniel Alves, Hernanes teve influência na escolha de Fernando Diniz. O medo da perda de espaço para as revelações da base seria a motivação dos veteranos no processo que confirmou as mudanças no São Paulo.

'Dança das cadeiras': Brasileirão já teve 14 quedas de técnico em 2019