Corrupção na Fifa
Futebol Marin pede liberação de dinheiro para pagar advogados no Fifagate

Marin pede liberação de dinheiro para pagar advogados no Fifagate

Defesa do ex-presidente da CBF teria enviado carta à Justiça norte-americana pedindo liberação de títulos de crédito para pagar dívida de R$ 4 milhões

Marin preso

José Maria Marin foi condenado a quatro anos de prisão

José Maria Marin foi condenado a quatro anos de prisão

Darren Ornitiz/Reuters - 13.11.2017

Condenado a quatro anos de prisão, José Maria Marin entrou com um pedido para a Justiça norte-americana desbloquear milhões de dólares. O dinheiro seria para pagar os advogados no caso Fifagate. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

COSME: Quatro anos de cadeia. Marin envergonha o futebol brasileiro

Os advogados teriam enviado uma carta para que a Justiça “exonere os bonds (títulos de crédito) de Marin” para que o financiamento de sua defesa seja possível. Ainda segundo o documento, o ex-presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) estaria devendo US$ 1 milhão (mais de R$ 4 milhões) aos seus advogados.

Em agosto, Marin, de 86 anos, foi condenado por ser considerado culpado em seis dos sete crimes pelos quais foi acusado pela promotoria americana: organização criminosa, fraude bancária e lavagem de dinheiro, todos cometidos entre 2012 e 2015, quando presidiu a CBF.

Del Nero entra com recurso na Fifa para tentar derrubar suspensão

Marin foi preso em maio de 2015 e extraditado da Suíça para os Estados Unidos em novembro daquele ano. A Corte de Nova York permitiu que o cartola aguardasse a sentença em liberdade desde que depositasse fiança de US$ 15 milhões (R$ 61 milhões). A promotoria, no entanto, estima que a fortuna do brasileiro seja de mais de US$ 14 milhões (R$ 57 milhões).

Os advogados de Marin já indicaram que vão recorrer da decisão norte-americana. Eles acreditam que Marin ainda poderá cumprir a pena em prisão domiciliar dado que possuiu apartamento em Nova York e não ofereceria risco de fuga.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Saiba quais são os estádios da Copa América de 2019