Campeonato Brasileiro

Futebol Luiz Felipe Scolari deixa Cruzeiro antes do término da Série B

Luiz Felipe Scolari deixa Cruzeiro antes do término da Série B

Em sua segunda passagem pelo clube, experiente treinador estava irritado com salários atrasados e capacidade de investimento

  • Futebol | Do R7

Felipão dirigiu o Cruzeiro em 21 partidas da Série B do Campeonato Brasileiro

Felipão dirigiu o Cruzeiro em 21 partidas da Série B do Campeonato Brasileiro

Gustavo Aleixo/Divulgaçã/Cruzeiro

Depois de confirmar a permanência do Cruzeiro na Série B do Campeonato Brasileiro, Luiz Felipe Scolari anunciou nesta segunda-feira (25), em consenso com a diretoria, sua saída do clube. O treinador não estava contente com a política da Raposa em relação a capacidade de investimentos para esta temporada.

COSME: Felipão se demite. Projeto no Cruzeiro: triste fracasso

Entre os problemas que incomodavam Felipão, estavam também os salários atrasados e as incertezas na montagem do elenco. Após o empate sem gols contra o Náutico, o experiente treinador já havia sinalizado que estaria fora do clube.

“O Cruzeiro agradece e reconhece todo o trabalho, dedicação e profissionalismo de Felipão e seu staff para com o Clube neste momento importante, e deseja toda sorte e felicidade ao técnico campeão do mundo e sua comissão”, disse o Cruzeiro em nota.

Essa foi a segunda passagem de Felipão pelo clube. Na Série B, foram 21 partidas, sendo nove vitórias, oito empates e quatro derrotas. Ao todo, foram 96 partidas, obtendo 49 vitórias, 31 empates e 16 derrotas.

Felipe Conceição, hoje técnico do Guarani, é um dos nomes preferidos pela diretoria.

Na penúltima rodada, o Cruzeiro é o 12º colocado do Brasileirão e não tem mais chances de voltar à Série A, tampouco ser rebaixado à C. O time sofreu uma punição da Fifa em maio do ano passado e começou a competição negativado em pontos.

Marinho empata com Galhardo na briga pela artilharia do Brasileiro

Últimas