Futebol Luiz Araújo marca duas vezes e São Paulo põe fim à invencibilidade do Santos na Vila Belmiro

Luiz Araújo marca duas vezes e São Paulo põe fim à invencibilidade do Santos na Vila Belmiro

Jovem atacante saiu do banco de reservas para virar placar para o Tricolor: 3 a 1

Luiz Araújo marca duas vezes e São Paulo põe fim à invencibilidade do Santos na Vila Belmiro

Luiz Araújo saiu do banco de reservas para mudar história do jogo

Luiz Araújo saiu do banco de reservas para mudar história do jogo

Lucas Baptista / Estadão Conteúdo

Deu São Paulo no primeiro clássico do Campeonato Paulista. Na Vila Belmiro, o Tricolor derrotou o Santos, por 3 a 1, de virada, e de quebra acabou com um tabu que durava oito anos e 11 jogos sem vitórias na casa do rival. Mais do que isso: findou também o retrospecto surpreendente do Peixe, que não perdia em casa em edições do Estadual desde 2011. O nome do jogo foi Luiz Araújo.

Só que o começo do jogo não foi fácil para os visitantes. Empurrado pela torcida, o Santos começou o duelo com muita velocidade e pressionou o adversário desde o primeiro minuto. O São Paulo não se encontrava e ficou acuado. Sempre que roubava uma bola, o time da Vila Belmiro partia em velocidade e dava trabalho para os defensores rivais.

Lucas Lima, logo no início, quase marcou ao roubar uma bola na entrada da área e chutar com perigo. E não demorou para o Santos chegar ao gol. Vitor Bueno fez linda jogada pela esquerda, deixou Buffarini no chão e cruzou para Copete marcar, numa bobeada da zaga tricolor e do goleiro Sidão.

Mas, o caldo começou a engrossar para o Peixe aos 36 minutos. Dentro da área, Zeca empurrou Gilberto quando o atacante subia para cabecear e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Cueva deslocou Vladimir e empatou.

Reincidente em comemoração polêmica, Cueva se desculpa por cartão amarelo no São Paulo

Zeca admite pênalti e pede para Santos não abaixar a cabeça apesar da derrota no clássico

O gol serviu para animar o São Paulo, que voltou melhor para o segundo tempo. Luiz Araújo substituiu Neílton no intervalo e foi fundamental para a virada. Ele roubou a bola de Lucas Lima no meio de campo, tabelou com Gilberto em rápido contra-ataque e saiu na cara do goleiro do Santos para colocar o São Paulo em vantagem.

A entrada do atacante provou-se uma alteração ainda mais certeira de Rogério Ceni pouco depois. Sidão lançou Araruna, que avançou e encontrou Cueva dentro da área do Santos. O peruano se livrou de dois marcadores e rolou para Luiz Araújo. O garoto bateu no canto direito e fez mais um, o segundo dele e o terceiro do Tricolor. 

O quarto, por pouco não aconteceu em contra-ataque. O mesmo Luiz Araújo recebeu com a defesa do Santos completamente aberta e tocou para Gilberto. O atacante dominou, ajeitou e bateu na saída de Vladimir. Salvador, Lucas Veríssimo conseguiu chegar a tempo de evitar o quarto gol. Fim de partida. Fim de tabu. Fim de invencibilidade.

Com o resultado, o São Paulo segue na liderança do Grupo B do Paulistão, agora com seis pontos. Já o Santos caiu da primeira para a segunda colocação do Grupo D. Segue com seis pontos, três a menos que o Mirassol, novo líder da chave.

Na próxima rodada o São Paulo recebe o Mirassol, no sábado (18), no Morumbi, em jogo que deverá marcar a estreia de Lucas Pratto com a camisa tricolor. No mesmo dia o Santos recebe a Ferroviária na Vila Belmiro.

R7 Esportes: Inscreva-se no canal no Youtube

    Access log