Jornalista inglês que denunciou esquema de corrupção na Fifa ao FBI avisa: ‘Há mais por vir. Blatter é o alvo’

Autor do livro Jogo Sujo – o Mundo Secreto da Fifa, Andrew Jennings fez o alerta pelo Twitter

Andrew Jennings é autor de vários livros sobre a corrupção na Fifa

Andrew Jennings é autor de vários livros sobre a corrupção na Fifa

SERGIO BARZAGHI/Gazeta Press

O jornalista inglês Andrew Jennings, autor de vários livros sobre a corrupção na Fifa e em outras organizações esportivas, foi um dos responsáveis diretos para que a operação do FBI em Zurique, na última quarta-feira (27), fosse feita com sucesso. Em seu perfil no Twitter, na manhã desta quinta (28), o repórter, que nasceu na Escócia, mas se mudou ainda criança para Londres e se naturalizou inglês, revelou sua participação na investigação que levou à prisão de sete membros da entidade máxima do futebol e aproveitou para dar um "alerta" ao atual presidente da Fifa.

Ex-presidente da Conmebol é levado a hospital após acusação de corrupção

Investigação do FBI teve cartola infiltrado com escuta

"O jogo sujo": Escândalo de corrupção na FIFA é capa de jornais de todo o mundo

“Eu entreguei os documentos cruciais que desencadearam as prisões de ontem feitas pelo FBI. Há mais por vir. Blatter é o alvo”, escreveu o jornalista em seu perfil na rede social.

Andrew Jennings

Andrew Jennings

Reprodução/Twitter

No livro Jogo Sujo – o Mundo Secreto da Fifa, escrito em 2011, Andrew Jennings cita praticamente todos os presos pela polícia suíça no escândalo de corrupção da entidade. Eufórico com o desdobramento do caso liderado pelas autoridades americanas, o jornalista aposta que em breve escândalos ainda maiores virão à tona e deixarão a entidade máxima do futebol mais encrencada do que já está.