Inter de Milão derrota o Napoli e segue na liderança do Italiano com a Juventus

A Inter de Milão deu mais uma mostra nesta segunda-feira que é uma forte concorrente para acabar com a hegemonia da Juventus no Campeonato Italiano. Mesmo jogando fora de casa, no estádio San Paolo, em Nápoles, o time comandado pelo técnico Antonio Conte derrotou o Napoli por 3 a 1, pela 18.ª rodada, e se manteve junto com a rival de Turim, atual octocampeã e que goleou o Cagliari por 4 a 0 mais cedo, na liderança.

A uma rodada do final do primeiro turno, Inter de Milão e Juventus estão empatadas com 45 pontos. São 14 vitórias, três empates e apenas uma derrota para cada - o revés do time milanês foi justamente para o de Turim, em pleno estádio Giuseppe Meazza, em Milão. A Lazio, com um jogo a menos, é a terceira colocada a seis pontos de diferença.

No lado do Napoli, o técnico Gennaro Gattuso teve a segunda derrota em três partidas no comando. Com 24 pontos, o time segue na oitava colocação e desperdiçou a chance de encostar no Cagliari por uma vaga na próxima edição da Liga Europa. Com relação à zona de classificação à Liga dos Campeões, a desvantagem para a Roma, a quarta colocada, aumentou para 11 pontos.

Em campo, a Inter de Milão não se incomodou de jogar fora de casa e pressionou o Napoli. Tanto que conseguiu abrir dois gols de vantagem ainda no primeiro tempo. Ambos foram marcados pelo centroavante belga Romelu Lukaku, que se aproveitou de duas falhas grotescas do setor defensivo napolitano - do zagueiro Di Lorenzo no primeiro gol e do goleiro Meret no segundo.

Ainda antes do intervalo o centroavante polonês Milik diminuiu para o Napoli e deu esperanças à torcida local para a segunda etapa. Só que a Inter de Milão seguiu com sua proposta ofensiva e conseguiu fazer 3 a 1 com o atacante argentino Lautaro Martínez, aos 17 minutos, aproveitando mais uma falha da zaga napolitana, desta vez do grego Manolas.

Em outra partida desta segunda-feira, a Udinese derrotou o Lecce por 1 a 0, com um gol do argentino Rodrigo De Paul aos 43 minutos do segundo tempo. O resultado fora de casa levou a equipe de Údine à 13.ª colocação com 21 pontos, mais distante da zona de rebaixamento. O rival é o 17.º, o último posto fora da degola, com 15.