Seleção brasileira

Futebol Ídolo no Brasil, Tite é só 22º melhor do mundo para revista francesa

Ídolo no Brasil, Tite é só 22º melhor do mundo para revista francesa

Treinador garantiu a seleção brasileira na Copa do Mundo de 2018 com antecedência

  • Futebol | Do R7

Tite colocou a seleção na Copa do Mundo de 2018 com quatro rodadas de antecedência

Tite colocou a seleção na Copa do Mundo de 2018 com quatro rodadas de antecedência

Matheus Guerra/MoWA Press

Tite vive grande fase no comando da seleção brasileira, com nove vitórias em nove jogos e já com vaga garantida na Copa do Mundo de 2018. Apesar do ótimo desempenho, o treinador aparece apenas na modesta 22ª colocação em lista da revista "L'Équipe". O material da publicação francesa será conhecido totalmente até a sexta-feira (28). 

O ex-corintiano está à frente de alguns nomes consagrados no mundo da bola, como Marcelo Lippi, Rafa Benítez e Louis Van Gaal, mas, a julgar pela posição em que foi qualificado, parece ter um longo caminho a percorrer até conquistar no exterior o mesmo respeito que tem do torcedor e dos jornalistas brasileiros.

EsportesR7 está também no YouTube. Inscreva-se

A revista fala de Tite como treinador pouco conhecido no Velho Continente, mas de grande respeito no País e que tem grande admiração por Carlo Ancelotti.

"Pouco conhecido na Europa, Tite é um dos mais respeitados treinadores no Brasil. Desde sua chegada, a seleção brasileira ganhou seus oito jogos de qualificação para o Mundial 2018. Ele tem inspiração no futebol italiano, com seu conhecimento tático e a sua sede de aprender sempre. Admirador de Ancelotti, prático e confortável com jogadores como o italiano, sabe consolidar suas estrelas e colocou o grupo em condições ideais".

Felipão é outro brasileiro da lista

A lista ainda conta com outro representando nacional. Luiz Felipe Scolari, ex-treinador da seleção e que atualmente está no Guangzhou Evergrande-CHN, também aparece na lista, na 41ª colocação. A revista lembrou do fracasso na Copa de 2014 para falar sobre ele. 

"Após terrível queda na Copa do Mundo de 2014, ele poderia parar com tudo. Já vencedor da Copa do Mundo de 2002 com o Brasil, que não tinha nada a provar. Mas, convencido de que ele ainda tinha um papel a desempenhar no futebol, Luiz Felipe Scolari decidiu pelo exílio na China em 2015, em busca de redenção. No comando do Guangzhou Evergrande, ele ganhou tudo que havia para vencer", publicou o "L'Equipe".

Veja a lista dos melhores técnicos (até o momento):

21 - Thomas Tuchel (Borussia Dortmund-ALE)
22 - Tite (Brasil)
23 - Maurizio Sarri (Napoli-ITA)
24 - Marcelo Lippi (China)
25 - Laurent Blanc (sem clube)
26 - Julen Lopetegui (Espanha)
27 - Rafael Benítez (Newcastle-ING)
28 - Ernesto Valverde (Athletic Bilbao-ESP)
29 - Julian Nagelsmann (Hoffenheim-ALE)
30 - Claude Puel (Southampton-ING)
31 - Ronald Koeman (Everton-ING)
32 - Luciano Spalletti (Roma-ITA)
33 - Marcelo Gallardo (River Plate-ARG)
34 - Rudi Garcia (Olympique de Marseille-FRA)
35 - Mircea Lucescu (Zenit-RUS)
36 - Manuel Pellegrini (Hebei Fortune-CHN)
37 - Louis Van Gaal (sem clube)
38 - Jorge Jesus (Sporting Lisboa-POR)
39 - Giovanni Trapattoni (sem clube)
40 - Óscar Tábarez (Uruguai)
41 - Luiz Felipe Scolari (Guangzhou Evergrande-CHN)
42 - Gian Piero Gasperini (Atalanta-ITA)
43 - Heimir Hallgrimsson (Islândia)
44 - Ralph Hasenhüttl (RB Leipzig-ALE)
45 - Chris Coleman (País de Gales)
46 - Giovanni van Bronckhorst (Feyenoord-HOL)
47 - Eddie Howe (Bournemouth-ING)
48 - Lars Lagerbäck (Noruega)
49 - Juan Antonio Pizzi (Chile)
50 - Ricardo La Volpe (América-MEX)

Últimas