Heitor fica desapontado por Inter não obter vaga direta na Libertadores

Titular do Internacional, o lateral-direito Heitor se mostrou desapontado pela equipe não ter obtido vaga direta na Libertadores de 2020. A equipe gaúcha necessitava de uma vitória sobre o São Paulo para seguir com chances na última rodada do Campeonato Brasileiro, mas foi derrotada no Morumbi, na quarta-feira.

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, às vésperas da despedida da temporada contra o Atlético-MG, domingo, no Beira-Rio, o jogador foi sincero ao ser questionado se estava satisfeito pela classificação do Internacional para a fase preliminar do torneio continental.

"É difícil falar em dever cumprido porque queríamos coisas melhores. Infelizmente não conseguimos a vaga direta, que era o objetivo na temporada. Claro que uma pré-Libertadores nos deixa felizes, mas é complicado. O objetivo era a vaga direta", afirmou Heitor.

A vaga na pré-Libertadores vai forçar uma mudança de planejamento da diretoria. O Internacional vai decidir o futuro na competição já em fevereiro. O clube ainda não oficializou, mas o argentino Eduardo Coudet será o treinador. Zé Ricardo se despede contra o Atlético-MG.

O lateral-direito vê o elenco consciente para se cuidar um pouco mais no período de férias. "Cada um sabe o que tem de fazer. Estamos focados. Sabemos que é muito difícil esta fase, mas vamos voltar fortes para conquistar esta vaga na Libertadores", afirmou.

O jogador de 19 anos também fez uma avaliação da temporada, que, segundo ele, foi "de muito aprendizado" após subir ao elenco profissional. "No início do ano eu tive muita dificuldade para me adaptar. Mas depois tive oportunidade, ganhei espaço e estou feliz. Claro que tenho muito o que melhorar, isso é com o tempo, ganhando experiência. Espero que 2020 possa ser um ano de muitas conquistas", afirmou.

N