Corrupção na Fifa
Futebol ‘Hawilla foi Odebrecht do futebol’, diz autor de livro sobre Fifagate

‘Hawilla foi Odebrecht do futebol’, diz autor de livro sobre Fifagate

Biografia não-autorizada da trajetória de um dos pilares do esquema de corrupção na Fifa será lançada no dia da abertura da Copa do Mundo

corrupção na fifa, j hawilla, livro, censura, boicote, fifa, copa do mundo, copa, 2018, rússia, o delator

Biografia traça raio-x da carreira do empresário José Hawilla

Biografia traça raio-x da carreira do empresário José Hawilla

Divulgação

Depois de dois anos de apuração, mais de 70 entrevistados e 26 mil páginas de documentos coletados em nove países, “O delator” sai do forno no dia da abertura da Copa do Mundo para contar a trajetória profissional do empresário José Hawilla. Para os autores Allan de Abreu e Carlos Petrocilo, o homem que implodiu o escândalo de corrupção na Fifa está para o futebol assim como o Marcelo Odebrecht está para construção civil.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

O dono da Traffic e acionista da TV Tem, afiliada da Rede Globo no interior de São Paulo, morreu na semana passada, em São Paulo (SP), vítima de problemas respiratórios. No início da década de 1990, foi um dos principais pilares de um esquema de corrupção na compra de direitos de transmissões esportivas. Em 2013, foi preso pelo FBI nos Estados Unidos por formação de quadrilha, obstrução de justiça, lavagem de dinheiro e fraude bancária.

Hawilla, que já havia sido multado em mais de meio bilhão de reais na justiça americana, inicialmente concordou em participar da biografia não-autorizada. Com o avançar das investigações do Fifagate, no entanto, disse aos autores que a eles que a “agenda não era positiva”.

Confira a seguir os melhores trechos da entrevista com os autores:

Desafios do livro
Carlos Petrocilo - Desde o início da apuração houve duas dificuldades básicas: 1) A complexidade dos negócios de J. Hawilla, que se estendem por vários países, incluindo paraísos fiscais; 2) O temor que o personagem desperta em muitas pessoas, sobretudo aquelas ligadas ao futebol. Apesar de ter tido sua imagem de empresário bem-sucedido devastada pela delação nos Estados Unidos, Hawilla possuía uma rede de relações muito extensa, e usou essa networking para barrar nosso trabalho.

Quem foi J. Hawilla?
Carlos Petrocilo - A grosso modo, J. Hawilla está para o futebol assim como Marcelo Odebrecht para a construção civil. Agiu como o dono do jogo desde os anos 80 até ser pego pelo FBI em 2013. Em sociedade com Ricardo Teixeira, rifou a seleção quando a Traffic intermediou o contrato entre CBF e Nike, entre outros episódios publicados em “O Delator”.

Hawilla foi aconselhado pela família e pelos advogados a delatar. Era isso ou a morte atrás das grades
Allan de Abreu, autor do livro

Qual era o modo de atuação dele?
Allan de Abreu - Hawilla prosperou por todo esse tempo em um mercado sujo, sem transparência, com a tática do compadrio, deixando no banco de reservas, por assim dizer, a  concorrência e o livre mercado. Quando foi flagrado, implodiu todo o esquema para se livrar da cadeia.

Como era a relação com TV Globo?
Allan de Abreu - Hawilla trabalhou como repórter esportivo na TV Globo entre a segunda metade da década de 70 e a primeira de 80. Sempre foi próximo da cúpula da emissora, sobretudo da família Marinho. Essa relação ficou algo estremecida entre 1999 e 2001, quando a Traffic assumiu o departamento de esportes da Band, mas retomou com força logo em seguida. Entre o fim de 2002 e o início de 2003, a família Hawilla adquiriu quatro afiliadas da Globo no interior paulista, montando a rede TV Tem, que até hoje está nas mãos dos filhos, apesar da pressão dos Marinho para que eles vendam essas retransmissoras após o estrago na imagem dos Hawilla com a delação nos Estados Unidos.

Por que ele optou pela delação no Fifagate?
Allan de Abreu - Ele foi aconselhado pela família e pelos advogados a delatar. Era isso ou a morte atrás das grades, já que os crimes pelos quais era acusado somavam cerca de 80 anos de prisão.

Curta a página R7 Esportes no Facebook

EsportesR7 no YouTube. Inscreva-se

Veja fotos inéditas da concentração do Brasil atnes da Copa de 1958