Grupo com 16 clubes da Série A se unem por MP dos direitos de TV

Dos 20 times da 1ª divisão só Botafogo, Fluminense, Grêmio e São Paulo não assinaram manifesto de apoio à democratização da transmissão do futebol

Clubes da Série A se unem em favor da MP 984

Clubes da Série A se unem em favor da MP 984

Reprodução Instagram @flamengo

Um bloco formado por 16 dos 20 clubes da Série A do Campeonato Brasileiro publicou na última quinta-feira um manifesto em apoio à Medida Provisória 984, sancionada em junho pelo presidente Jair Bolsonaro. Dentre os pontos principais, a MP interfere na venda dos direitos de transmissão do futebol brasileiro, ao conceder ao time mandante esse poder, em vez ser uma concessão compartilhada entre as duas equipes envolvidas.

As quatro equipes integrantes da elite do futebol nacional, que não assinaram o manifesto foram Botafogo, Fluminense, Grêmio e São Paulo. Procurados pelo Estadão, os clubes não se manifestaram.

Todos demais integrantes da Série A assinaram o texto. Ou seja, Flamengo, Vasco, Athetico-PR, Ceará, Fortaleza, Internacional, Bahia, Atlético-GO, Atlético-MG, Palmeiras, Santos, Corinthians, Goiás, Coritiba, Bragantino e Sport, mostraram-se favoráveis à conversão do texto da MP em Lei.

"Os torcedores ganham com o fim dos apagões de jogos, com mais craques em campo e com um melhor espetáculo no Brasil. Os clubes ganham com mais liberdade e receitas. E o país ganha com os clubes mais sólidos financeiramente, maior geração de empregos e crescimento de impostos pagos aos governos", diz o manifesto.

O Campeonato Carioca, encerrado na última quarta-feira, teve a transmissão bastante modificada justamente por causa da aplicação da MP. As fases finais da competição foram marcadas polêmicas em relação aos mandos de campo e sobre quem teria direito de transmitir a partida. Mandante no jogo de encerramento, o Flamengo negociou a transmissão com o canal SBT.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Saiba quais foram os maiores 'Reis das Copas do Mundo'