Grêmio e Independiente fazem a primeira final da Recopa

Campeões da Sul-Americana e da Libertadores na última temporada, Independiente e Grêmio começam a decidir o título da Recopa Sul-Americana

O Grêmio, do técnico Renato Gaúcho, no estádio Libertadores da América, em Avellaneda

O Grêmio, do técnico Renato Gaúcho, no estádio Libertadores da América, em Avellaneda

Lucas Uebel/Grêmio - 13.2.2018

Independiente e Grêmio, campeões da Copa Sul-Americana e da Libertadores na última temporada, começam a decidir o título da Recopa Sul-Americana nesta quarta-feira (14), às 22 horas (de Brasília), quando se enfrentam, por coincidência, no estádio Libertadores da América, em Buenos Aires, na Argentina, pela partida de ida.

Retrospecto do Independiente

Campeão da Sul-Americana de 2017, a equipe argentina conquistou a Recopa apenas em 1995, quando bateu os conterrâneos do Vélez Sarsfield na decisão.

Na ocasião, a competição tinha outro formato e o Independiente se classificou como campeão da Supercopa da Libertadores de 1994, outro torneio já extinto da Conmebol.

No ano seguinte, o time argentino voltou a disputar a Recopa como campeão da Supercopa e enfrentou exatamente o Grêmio, que era o campeão da Libertadores de 1995. O time de Arce, Rivarola, Paulo Nunes e Jardel, e do técnico Felipão, goleou por 4 a 1 para garantir o título em Kobe, no Japão.

Mas com o formato atual, que existe desde 2003, promovendo o confronto entre campeões da Sul-Americana e Libertadores, o Independiente participou da Recopa mais uma vez, por ter conquistado o título da Sul-Americana de 2010, mas foi derrotado pelo Internacional, que contava com jogadores como D´Alessandro, Oscar, Jô, Tinga e Leandro Damião e o técnico Dorival Júnior.

O técnico do Independiente, Ariel Holan, ressaltou o poderio ofensivo do Grêmio e afirmou que estudou bem as principais armas da equipe brasileira. A principal dúvida do treinador é na lateral esquerda, com Gastón Silva e Sánchez Miño disputando uma vaga no time titular. O restante do time deve ser o mesmo que vem sendo utilizado no Campeonato Argentino, em que a equipe ocupa a sexta posição com 25 pontos em 14 jogos.

Grêmio com desfalque

No Grêmio, o técnico Renato Gaúcho não conta com volante Ramiro, que está suspenso por ter sido expulso na final da Libertadores, além do lateral-direito Madson lesionado. A tendência é que Léo Moura seja confirmado na lateral e Alisson assuma a vaga no meio de campo.

A principal preocupação do Grêmio é com o ritmo de jogo, já que os jogadores retornaram aos trabalhos normais mais tarde do que o restante dos clubes brasileiros por terem disputado o Mundial de Clubes da Fifa em dezembro do ano passado. Como o Independiente já está em plena disputa da temporada argentina, a questão física pode pesar a favor do adversário.

Os times brasileiros que já ganharam a Recopa Sul-Americana