Goleiro Jean é solto após ser acusado de agredir esposa nos EUA

Atleta do São Paulo foi liberado após o fim da audiência de custódia. Segundo amigo dele, processo já foi encerrado e Jean sequer teve que pagar fiança

Jean foi liberado após passar mais de um dia na prisão

Jean foi liberado após passar mais de um dia na prisão

Divulgação/São Paulo

O goleiro Jean, do São Paulo, deixará a prisão nesta quinta-feira (19). O atleta foi liberado após o fim da audiência de custódia realizada em Orlando, nos Estados Unidos, onde ele é acusado de agredir sua esposa, Milena Bemfica, na madrugada da última terça para quarta.

Milena se justificou na web

Milena se justificou na web

Reprodução/Instagram/@maedasmarias01

A informação foi confirmada pela própria Milena em suas redes sociais. Ela ainda explicou o motivo: "Muitos falam e julgam, mas não sabem das coisas. Jean foi solto porque na verdade ele foi detido e não preso. Eu não dei queixa pelo simples fato de que se eu desse, ele teria que pagar tudo aqui nos EUA e eu não quero um futuro desses para minhas filhas."

Poucos minutos mais cedo, Antonio Tillemont, ex-candidato a presidente do Bahia, também na web, disse ainda que o processo já foi arquivado: "Solto! Em audiência nos EUA, o juiz acabou de decidir pela soltura de Jean, que pelas exigências de alguns procedimentos da própria Corte, será liberado dentro de 1 a 4 horas. O processo foi arquivado sem necessidade de pagamento de fiança. Não será deportado, não teve visto de passaporte cassado, apenas ficará fichado, mas como processo arquivado."

Ainda nesta quinta-feira, foi divulgado o Boletim de Ocorrência do caso. Nele, Jean afirma que a briga foi iniciada por sua esposa, que teria ficado brava ao vê-lo conversando ao telefone com outra mulher. Ainda segundo o registro da polícia, as filhas do casal teriam visto a hora que o pai delas deu socos na mãe.

Apesar de já estar liberado, a expectativa é que Jean deixe a cadeia apenas durante a noite desta quinta.

Entenda o caso

Milena Bemfica, esposa de Jean, publicou vídeos em seu Instagram em que aparece com o rosto machucado e acusa o jogador de agressão. Ela apagou as postagens após a repercussão.

Milena também publicou a reprodução de uma conversa com Jean, em que ele diz "parabéns, terminou com a minha carreira e suas filhas vão passar fome". Maria Eduardo e Maria Valentina, filhas do casal, que também estão nos Estados Unidos.

Jean foi detido na manhã da quarta. No sistema do Departamento de Correções do Condado de Orange, na Florida, consta que ele está pré-sentenciado por violência doméstica. Não há informações sobre retorno ao Brasil até o momento.

Jean é mais um na lista de jogadores acusados de agredir mulheres