Formiga renova com PSG por outra temporada pensando na Olimpíada

Clube francês anunciou contrato com volante brasileira de 42 anos , que está no PSG desde 2017, e sonha com sétima participação em Jogos Olímpicos

Formiga vai para quinto ano contratada pelo Paris Saint-Germain

Formiga vai para quinto ano contratada pelo Paris Saint-Germain

Divulgação PSG

Aos 42 anos, a volante Formiga terá pelo menos mais uma temporada no futebol profissional, de olho na disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, que foram adiados para 2021 por conta da pandemia do novo coronavírus. Nesta quinta-feira, a diretoria da equipe feminina do Paris Saint-Germain anunciou a renovação de contrato com a brasileira. A jogadora veterana teve o seu vínculo com o clube francês prorrogado por mais um ano.

A baiana Miraildes Maciel Mota, apelidada de Formiga, está na equipe de Paris desde 2017. Com quase 25 anos de carreira, já passou por diversos clubes do Brasil e do mundo, além de ser uma das atletas mais prestigiadas com a seleção brasileira. Em seu currículo estão seis participações em Jogos Olímpicos - nelas, ganhou duas medalhas de prata: Atenas, na Grécia, em 2004; e Pequim, na China, em 2008.

Apesar da idade avançada, a meio-campista segue jogando em alto nível e tem a confiança da técnica da seleção brasileira, a sueca Pia Sundhage. Na temporada passada, Formiga foi titular durante a campanha do Brasil no Mundial disputado na França. O time comandado pelo treinador Osvaldo Alvarez, o Vadão, caiu nas oitavas de final para as anfitriãs.

Formiga detém atualmente o recorde de maior número de participações em Mundiais entre todos os atletas (sete) e caso confirme seu lugar na seleção que disputará os Jogos de Tóquio-2020 também garantirá o mesmo feito.

Além de Formiga, outras três atletas também tiveram os seus contratos renovados com a equipe francesa - Nadia Nadim, Kadidiatou Diani e a polonesa Paulina Dudek. Até a interrupção do futebol em todo o mundo, o Paris Saint-Germain vinha ocupando a segunda colocação do Campeonato Francês, atrás apenas do Lyon.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Juntos, maiores clubes brasileiros devem R$ 8 bi. Conheça 'campeões'