Futebol Flamengo bate o Goiás e volta a sonhar com título do Brasileirão

Flamengo bate o Goiás e volta a sonhar com título do Brasileirão

Gols de Arrascaeta, Gabigol e Pedro selaram a vitória do Rubro-Negro, que vinha de três tropeços. Próximo jogo é com o Palmeiras

  • Futebol | Do R7

Gabigol e Arrascaeta comemoram gol, que saiu debaixo de muita chuva

Gabigol e Arrascaeta comemoram gol, que saiu debaixo de muita chuva

Heber Gomes/Agif/Folhapress 18.01.21

O Flamengo é mais um time que sonha com o título do Brasileirão. Em atuação consistente, a equipe bateu o Goiás por 3 a 0, fora de casa, na noite desta segunda-feira (18), encerrou uma sequência de três jogos sem vitórias e chegou aos 52 pontos, apenas cinco a menos do que o São Paulo. O Rubro-Negro ainda tem um jogo a menos.

Gabigol, que voltou após ser barrado e ficar no banco de reservas no último jogo, mostrou dentro de campo que Rogério Ceni acertou em escalá-lo. Depois de gols anulados em um momento em que caía muita chuva em Goiânia, foi dele o tento que deu tranquilidade, após cruzamento de Bruno Henrique, na segunda etapa. No fim do primeiro tempo, Arrascaeta abriu o placar. Já no finalzinho, Pedro também deixou o seu.

De volta à disputa pelo segundo título nacional consecutivo, o Rubro-Negro se prepara agora para um confronto direto na próxima quinta-feira, quando recebe o Palmeiras. Por conta dos preparativos no Maracanã para a final da Libertadores, o duelo será disputado em Brasília.

Já o Goiás, cada vez mais perto da segunda divisão, continua com 26 pontos. O próximo jogo é contra o Ceará, mais uma vez em casa.

Arrascaeta, próximo à área, abre o placar​
Com Gerson suspenso, Rogério Ceni optou por escalar Diego ao lado de Arão. A entrada do camisa 10, contudo, não foi a única mudança no setor ofensivo, que só havia feito um gol nos três jogos anteriores. Gabigol voltou, no lugar de Pedro, e Arrascaeta deixou a ponta, aparecendo mais próximo à área adversária. Essa sim foi a principal novidade no Flamengo na primeira etapa.

Buscando o jogo e sem medo de arriscar, o uruguaio abriu o placar depois de 41 minutos de controle do Fla. O lance, que teve boa participação e assistência de Diego, terminou com a finalização desviada em David Duarte, acabando com as chances de Tadeu. Antes, o goleiro do Goiás já havia sido vencido por Gabigol duas vezes, mas, em ambas, o impedimento foi marcado.

Gabigol, na terceira chance, amplia​
Apesar do domínio e das mudanças positivas no ataque, o Flamengo não deu uma intensidade capaz de tornar a partida incômoda para o Goiás. Sem outra alternativa a não ser buscar o resultado na volta do intervalo, o técnico Glauber Ramos fez três mudanças antes dos 10 minutos. Ao abrir mão da formação com dois centroavantes - Fernandão foi substituído -, o Esmeraldino passou a ter mais velocidade. Aos 11, em descida de Shaylon, teve a melhor chance, mas Hugo Souza defendeu, e Rafael Moura chutou para fora no rebote.

O Goiás, contudo, seguia com muitas dificuldades e, quando o zagueiro Fábio Sanches vacilou e escorregou, Bruno Henrique avançou livre até à área antes de tocar para o camisa 9. Livre, Gabigol fez 2 a 0 - dessa vez em condição legal.

Foram muitas mudanças, de lado a lado, mas o cenário da partida foi pouco alterado. O Flamengo, com a posse de bola, sequer foi ameaçado pelo Goiás. Com a exceção de uma bola que cruzou a área rubro-negra, passando por Vinícius Lopes, o sistema defensivo, sem improvisações, fez uma apresentação mais segura e, após duas rodadas, conseguiu não ser vazado nos 90 minutos.

Pedro confirma a vitória
Já nos acréscimos, Pedro aproveitou mais um vacilo da defesa do Goiás e deu números finais ao jogo: 3 a 0. Foi o 22º gol do centroavante na temporada.

GOIÁS 0X3 FLAMENGO

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 18 de janeiro, às 20h
Árbitro: Rodolpho Toski Marques (Fifa-PR)
Assistentes: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (Fifa-BA) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)
Cartão amarelo: Ariel Cabral, Tadeu, Fernandão, Rafael Moura e Breno (GOI); Filipe Luís (FLA)
Gols: Arrascaeta (0-1, 41'/1ºT), Gabigol (0-2, 17'/2ºT) e Pedro (0-3, 49'/2ºT)
GOIÁS (Técnico: Glauber Ramos): Tadeu; David Duarte, Fábio Sanches e Heron; Shaylon, Breno (Miguel Ferreira, 9'/2ºT), Ariel Cabral, Douglas Baggio (Vinícius Lopes, Intervalo) e Jefferson; Fernandão (Daniel, 9'/2ºT) e Rafael Moura
FLAMENGO
(Técnico: Rogério Ceni): Hugo; Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís (Renê, 31'/2ºT); Willian Arão, Diego, Éverton Ribeiro (Vitinho, 31/2ºT) e Arrascaeta (João Gomes, 37'/2ºT); Bruno Henrique (Pedro, 22'/2ºT) e Gabigol (Michael, 22'/2ºT)

Inter e Atlético têm mais de 20% de chance de título brasileiro cada um

Últimas