Corrupção na Fifa
Futebol Fifa bane mais um dirigente, desta vez foi Hector Trujillo da Guatemala

Fifa bane mais um dirigente, desta vez foi Hector Trujillo da Guatemala

Depois de tirar Del Nero do futebol, a entidade puniu o dirigente que era secretário geral da Federação da Guatemala acusado de suborno e corrupção

Héctor Trujillo foi banido do futebol

Héctor Trujillo foi banido do futebol

Reprodução

A Fifa baniu do futebol nesta terça-feira (08) Héctor Trujillo, ex-secretário-geral da Federação de Futebol da Guatemala. O dirigente, que também é ex-juiz da Corte Institucional do seu país, havia sido sentenciado a oito meses de prisão em outubro do ano passado por fraude bancária e conspiração.

Trujillo foi um dos dirigentes flagrados no escândalo de corrupção que envolveu a Fifa nos últimos anos. Inicialmente, ele havia recebido pena de três anos de detenção pela corte de Nova York, nos Estados Unidos, mas conseguiu a redução.

Segundo comunicado da Fifa, o guatemalteco foi banido por sua "relação com subornos recebidos em troca da concessão dos direitos de televisão e marketing das partidas de eliminatórias do Mundial, entre outros feitos", informou.

O escândalo é o mesmo que condenou o ex-presidente da CBF, José Maria Marin. No brasileiro, no entanto, responde a sete crimes, entre eles o de suborno pela venda dos direitos de tv. Marin é acusado ainda de ter recebido US$ 6,5 milhões (cerca de R$ 21,6 milhões na cotação atual) desde que assumiu o comando da CBF, em 2012.

A Comissão de Ética enquadrou Trujillo no artigo 21 (suborno e corrupção) do Código Ético da Fifa e por isso ele "não poderá voltar a participar de atividades relacionados ao futebol". Além disso, terá que pagar uma multa de 200 mil francos suíços (R$ 700 mil).

R7 Esportes no Facebook. Curta a página!