Futebol Exames não apontam lesão cervical em vascaíno Bruno Silva após pancada na cabeça

Exames não apontam lesão cervical em vascaíno Bruno Silva após pancada na cabeça

Após sofrer uma pancada na cabeça durante o clássico com o Flamengo, neste sábado à noite, no estádio Mané Garrincha, em Brasília, o volante Bruno Silva, do Vasco, foi submetido a uma topografia de crânio e cervical que não apontou alterações. A hipótese de lesão cervical foi descartada.

Por causa do lance envolvendo Bruno Silva, a partida foi interrompida por cerca de dez minutos no segundo tempo para atendimento do volante. O jogador levou a pior em choque de cabeça com o companheiro de time Luiz Gustavo e teve de deixar o estádio de ambulância - o veículo teve de ser empurrado por jogadores das duas equipes até "pegar no tranco".

Bruno Silva teve o pescoço imobilizado, saiu de campo consciente, mas reclamou de fortes dores de cabeça e tinha dificuldade para mexer a perna direita, enfaixada. Depois, de acordo com os médicos que o atenderam, ele voltou a sentir a perna.

"Tomara que não seja nada de grave, apenas um susto com a pancada forte que ele tomou", disse o técnico do Vasco, Alberto Valentim.

O treinador do Flamengo, Maurício Barbieri, também foi solidário ao volante do Vasco. "Desejo que o Bruno Silva possa estar recuperado o mais rápido possível para voltar a exercer suas funções com normalidade", afirmou.

Vasco e Flamengo empataram por 1 a 1. O resultado, válido pela 25.ª rodada do Campeonato Brasileiro, deixa o Flamengo com 45 pontos, na quarta posição, longe do atual líder Internacional, que tem 49 e ainda joga nesta rodada. O empate para o Vasco tem impacto ainda mais negativo, já que a equipe, que não vence há cinco jogos, permanece na zona de rebaixamento, com 25 pontos.

    Access log