Futebol Em dia de festa, Vasco derrota a Chapecoense em São Januário

Em dia de festa, Vasco derrota a Chapecoense em São Januário

Cruzmaltino volta a vencer no Brasileirão após 5 jogos em comemoração dos 20 anos do título do clube da Libertadores; Maxi López se destaca

Brasileirão

Maxi López foi o destaque da vitória do Vasco sobre a Chape

Maxi López foi o destaque da vitória do Vasco sobre a Chape

Divulgação/Twitter/Vasco da Gama

No dia da comemoração dos 20 anos da conquista da Conmebol Libertadores de 1998, com elenco da época sendo homenageado, o Vasco derrotou a Chapecoense na noite deste domingo (26), em São Januário, por 3 a 1.

Dia importante que pode marcar a virada cruz-maltina no Campeonato Brasileiro, com atuação espetacular de Maxi López - a vitória quebrou o jejum de cinco jogos da equipe carioca sem vencer na competição nacional.

Cadê o ânimo?

Com vários jogadores no departamento médico, Valdir Bigode repetiu diante da Chapecoense os titulares do Vasco que fizeram um dos melhores jogos do ano na rodada anterior, contra o Atlético-MG.

Veja a tabela de classificação do Brasileirão

Porém, em casa, o esquema não funcionou, dando espaços aos catarinenses e sem fazer com que o próprio meio de campo criasse.

Lampejo argentino

Única chance de gol dos 45 minutos iniciais saiu com o Maxi López. O argentino, no acréscimo do primeiro tempo, desviou da entrada da pequena área, com a bola passando muito perto do gol defendido por Jandrei. Primeiro tempo sem muita emoção acaba terminando sem gols.

Outro jogo, amigos!

O segundo tempo começou parecendo um outro jogo, completamente diferente do que foi visto na etapa inicial. O Vasco acordou e logo aos nove minutos abriu o marcador. Maxi López fez lindo lançamento para Wagner, que dominou e chutou na saída de Jandrei para fazer 1 a 0.

Não valeu!

Na frente do placar, o Vasco recuou um pouco, dando chances para a Chapecoense chegar. Aos 13 minutos chegou a fazer um gol com Amaral, mas anulado pelo árbitro Igor Junio Benevenuto de Oliveira que marcou falta. Mas aos 33, porém, o gol catarinense acabou valendo com Leandro Pereira, empatando: 1 a 1.

Festa completa

Em plena evolução com a camisa do Vasco nos últimos jogos, Maxi López fez a melhor partida desde então e foi premiado seguindo a batida do gol pela primeira vez com a camisa cruz-maltina. Aos 39, La Barbie recebeu de Andrey e não desperdiçou, 2 a 1. Ainda deu tempo para Thiao Galhardo, aos 47, fazer o 3 a 1, selar a vitória do Vasco completando a festa no aniversário dos 20 anos da conquista do clube da Libertadores.

FICHA TÉCNICA

VASCO 3 x 1 CHAPECOENSE

Estádio: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)

Data/hora: 26/8/2018 - 19h (de Brasília)

​​Árbitro: Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Ricardo Junio de Souza (MG)

Renda/público: R$ 178.970,00/8.375 pagantes

Cartões amarelos: Raul, Maxi López, Vinícius Araújo (VAS) e Thyere, Bruno Silva (CHA)

GOLS: Wagner 9'/2ºT (1-0), Leandro Pereira 33'/2ºT (1-1), Maxi López 39'/2ºT (2-1) e Thiago Galhardo 47'/2ºT (3-1)

VASCO: Martin Silva, Lenon, Luiz Gustavo, Bruno Silva e Henrique; Leandro Desábato (Vinícius Araújo intervalo), Raul e Andrey; Wagner (Bruno Cosendey 31'/2ºT) e Yago Pikachu (Thiago Galhardo 41'/2ºT); Maxi López. Técnico: Valdir Bigode.

CHAPECOENSE: Jandrei, Eduardo, Thyere, Douglas e Bruno Pacheco; Canteros, Amaral (Diego Torres 14'/2ºT), Márcio Araújo e Yann (Vinícius intervalo); Leandro Pereira e Bruno Silva (Osman 28'/2ºT). Técnico: Guto Ferreira.

    Access log