Futebol Do São Paulo para seleção de Marta: Vitória Yaya vive momento especial

Do São Paulo para seleção de Marta: Vitória Yaya vive momento especial

Volante é um dos destaques da campanha do Tricolor no Brasileiro A-2 feminino; agora ela vai realizar o sonho de jogar com a camisa 10 e Formiga

Yaya foi destaque no São Paulo, no Brasileiro da Série A1

Yaya foi destaque no São Paulo, no Brasileiro da Série A1

Rubens Chiri/Divulgação São Paulo

Cara de menina, jeito de menina, mas futebol de gente grande! Com apenas 17 anos, Vitória Yaya é a volante titular do São Paulo e agora está também na seleção brasileira principal. “Vivo um momento inexplicável na minha vida. Nunca imaginei me destacar aos 17 anos, mas sempre foi o meu sonho”, conta a jovem.

Fora de campo, ela é tímida e fala pouco. Por enquanto, até conversar com os jornalistas é novidade. Nas imagens divulgadas pelo São Paulo durante a convocação do Brasil na última terça-feira (20), a jogadora deixou claro o seu jeitinho.

Em campo, Yaya é firme e segura nas jogadas. A volante é um dos destaques do São Paulo que disputa neste domingo da final do Brasileiro da Série A2, contra o Cruzeiro, em Belo Horizonte, às 14h.

Bem no São Paulo, Yaya teve 1ª convocação na seleção

Bem no São Paulo, Yaya teve 1ª convocação na seleção

Rubens Chiri/Divulgação São Paulo

No primeiro jogo da decisão, o Tricolor venceu as mineiras por 4 a 0 e o último gol foi dela. A técnica do Brasil Pia Sundhage estava no Pacaembu e explicou fácil o porquê de ter apostado em Yaya.

“Ela ficou empolgada, e as mais jovens também devem ter ficado, pois viram que há a possibilidade de também serem chamadas. É uma competição, isso é importante, é real, é verdadeiro, e todo mundo tem uma chance, se a pessoa trabalha duro e é habilidosa”, explica a treinadora.

A seleção feminina disputa na próxima semana um torneio internacional quadrangular em São Paulo. O primeiro jogo será contra Argentina, no estádio do Pacaembu, dia 29, às 21h30. Vai ser a primeira experiência da jogadora na equipe principal. Pela sub-17, ela disputou o Mundial e o Campeonato Sul-Americano com a camisa do Brasil.

"Não sei como vai ser quando eu encontrar a Marta e a Formiga!"
Yaya disputou Copa do Mundo e Sul-Americano na seleção sub-17

Yaya disputou Copa do Mundo e Sul-Americano na seleção sub-17

Reprodução Instagram

Yaya ainda não sabe o que vai acontecer quando dividir o mesmo treino com Marta e Formiga, duas de suas referências.

“Não sei como vai ser quando eu encontrar a Marta e a Formiga! Também sou muito fã da Cris e no primeiro treino no São Paulo, quando ela me deu uma instrução, eu fiquei muito emocionada. Pensei: ‘nossa dividimos o mesmo campo e a mesma camisa’. Imagina agora na seleção como vou ficar. Primeira vez, eu não conheço ninguém e vou dar de cara com a Marta e a Formiga. ”

A origem do apelido

A meio-campista não é fã só das mulheres do futebol. Ela se encanta também com o argentino Messi, o francês Pogba e Yaya Touré, meio-campista da Costa do Marfin. O apelido dela vem da semelhança em campo com o volante africano.

Nascida em Suzano, região metropolitana de São Paulo, aos 12 anos, Vitória começou a jogar futebol no Centro Olímpico da prefeitura da capital paulista. Sua habilidade e firmeza no meio-campo a transformaram em Yaya. Atualmente, quase ninguém mais a chama pelo nome dado por seus pais.

Quando o Tricolor entrou na vida da jovem

A atleta chegou às categorias de base do São Paulo em 2017 e foi umas das principais jogadoras no bicampeonato Paulista sub-17 do time. Com isso, ela ganhou uma chance no profissional.

Yaya chegou nas categorias de base do São Paulo em 2017

Yaya chegou nas categorias de base do São Paulo em 2017

Divulgação São Paulo FC

“Eu tinha sempre em mente, dar o meu melhor e conquistar o meu espacinho no profissional. Mas sou nova e já estou disputando a final do Brasileiro da Série A2. E uma sensação incrível”, vibra a são-paulina.

Tudo acontece muito cedo na vida de Yaya e foi desde pequeninha que ela decidiu virar jogadora de futebol.

“Sempre fui de ficar brincando com meus irmãos até que decidi que ia tentar ser jogadora. No começo, meus familiares ficaram surpresos e não foi tão natural. Mas sempre me apoiaram”, comenta a jogadora.

Na tarde deste domingo contra o Cruzeiro, Yaya tem tudo para conquistar o título do Brasileiro da Segunda Divisão, já que a vantagem paulista é grande. “Elas vão vir para buscar o resultado e tirar a diferença. Nós muito concentradas para que nada disso aconteça e a gente saia com uma vitória”, afirma a jogadora.

"Eu quero ir muito longe. Conquistar uma Copa do Mundo!"

Será mais um passo importante na carreira da menina, que como tantas outras, tem grandes sonhos para o futuro.

“Eu quero ir muito longe. Conquistar uma Copa do Mundo, jogar fora do Brasil. Enfim, ir muito longe. "

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

De proibido a moda! Veja 7 motivos para futebol feminino estar em alta