Felipão é o maior culpado pelo vexame do Brasil

Técnico conseguiu errar tudo nesta Copa do Mundo e acabou no vexame contra a Alemanha

A seleção brasileira sofreu nesta terça-feira (8) a maior humilhação da sua história. Também pudera. Um time que treina pouco, e errado, entrou no Mineirão, com uma escalação completamente torta para enfrentar a Alemanha. Luiz Felipe Scolari, o comandante da vergonha em Belo Horizonte, acabou de jogar no lixo sua história no pentacampeonato e passará a ser lembrado pelo maior vexame escrito em verde e amarelo, em uma semifinal de Copa do Mundo.

O sempre retranqueiro Felipão abriu o time justamente para jogar contra a melhor equipe da competição. Diante de um meio-campo alemão para lá de insinuante, Luiz Gustavo e Fernandinho não viram a cor da bola.  Não por culpa deles. Não se pode virar de ponta cabeça jogadores só esforçados e esperar que algo dê certo. Os adversários tocavam como se estivessem em um churrasco com os amigos. A coragem resultou em vexame. Foram quatro gols em sete minutos.

Ronaldinho Gaúcho, Kaká... Até mesmo Luís Fabiano. Todos esses são nomes de respeito no cenário internacional e que poderiam ajudar a seleção brasileira. Mas Felipão preferiu seus garotos mimados. Sem brio, Oscar, Hulk e o imóvel Fred aceitaram a pelada oferecida pelos alemães. Levaram a maior surra de todos os tempos. O pobre do Bernard não fazia ideia de onde estava e não conseguiu dominar uma bola. 

Klose supera Ronaldo na artilharia das Copas

Juntar os cacos para disputar a terceira colocação? Pouco adianta. Felipão mais uma vez deve sortear os jogadores que entrarão em campo.