Copa das Confederações 2013 Blatter cancela ida a evento em Belo Horizonte na quarta-feira

Blatter cancela ida a evento em Belo Horizonte na quarta-feira

Presidente iria à cerimônia no mesmo dia em que manifestantes marcaram protesto na cidade

Blatter cancela ida a evento em Belo Horizonte na quarta-feira

Blatter estaria preocupado com a onda de protestos no Brasil? Um deles está marcado para Belo Horizonte, palco de confrontos entre policiais e manifestantes no último dia 22 de junho

Blatter estaria preocupado com a onda de protestos no Brasil? Um deles está marcado para Belo Horizonte, palco de confrontos entre policiais e manifestantes no último dia 22 de junho

Getty Images

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, cancelou participação em evento que aconteceria nesta quarta-feira (26), o Fórum Football For Hope, em Belo Horizonte. O suíço participaria da cerimônia de abertura do fórum.

A Fifa, em comunicado oficial, justificou a ausência do presidente devido a uma "alteração imprevisível no local do 2º Fórum Football for Hope em Belo Horizonte".

A cerimônia estava marcada para as 11h de quarta-feira na Prefeitura de Belo Horizonte, no centro da cidade, onde têm sido intensos os protestos e as manifestações na cidade. Segundo a Fifa, Blatter vai à cidade, mas diretamente ao Mineirão, palco da semifinal da Copa das Confederações entre Brasil e Uruguai.

Gastos com a Copa têm novo estouro de R$ 2,2 bilhões

Fifa admite atrapalhar protestos no Brasil

Vídeo que pede boicote à Copa já tem 2,5 milhões de visualizações

Está prevista, no entanto, nova manifestação saindo da praça Sete de Setembro em direção ao Mineirão, no dia do jogo do Brasil. A Polícia Militar já programa um esquema especial de segurança. A última manifestação terminou em pancadaria nas ruas de Belo Horizonte. A parte técnica do Footbal for Hope, o evento em si, ocorrerá conforme o previsto, com palestras, entre os dias 26 e 29 de junho.

No último dia 20 de junho, antes de viajar para a Turquia para acompanhar o Mundial Sub-20, Joseph Blatter tinha comentado sobre a onda de manifestações que tomou conta de várias cidades do País. Os protestos, que começaram cobrando a redução das tarifas de transporte público, também tiveram como alvo o Mundial 2014 e a Copa das Confederações.

Protesto antes do jogo Brasil e México deixa dezenas de feridos

Neymar cobra governo e diz que protestos o inspiram


Governo enviará Força Nacional a cinco sedes da Copa

Manifestantes reclamaram dos custos altos das obras de estádio e infraestrutura feitas nas cidades-sede para abrigar os eventos. O dirigente respondeu, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que “o futebol é mais forte que a insatisfação do povo”. Blatter enfatizou:

— O Brasil pediu para organizar o Mundial. Creio que as pessoas estão usando a vitrine do futebol e a presença da imprensa internacional para protestar.