Com 22 desfalques, Palmeiras tenta se manter invicto com Abel Ferreira

Alviverde tem muitos problemas para enfrentar o Goiás. 18 jogadores estão com covid-19 e, por isso, não podem entrar em campo neste sábado

Abel Ferreira terá que 'quebrar a cabeça' para escalar o Palmeiras

Abel Ferreira terá que 'quebrar a cabeça' para escalar o Palmeiras

Reprodução/Twitter @palmeiras

A covid-19 "derrotou" o Palmeiras. O Alviverde, um dos favoritos a todos os títulos que disputa em 2020, perdeu simplesmente 22 atletas para o jogo com o Goiás, neste sábado (21), pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro.

O principal motivo de tantos atletas estarem fora é justamente a covid, já que nada menos do que 18 jogadores do elenco profissional testaram positivo para o vírus e não poderão estar em campo. São eles: Jailson, Vinicius Silvestre, Matías Viña, Alan Empereur, Benjamín Kuscevic, Danilo, Gustavo Scarpa, Raphael Veiga, Quiñonez, Gabriel Silva, Willian, Breno Lopes, Aníbal, Rony, Gabriel Veron, Marino Hinestroza, Pedro Acacio e Alan.

LEIA: Lista é grande! Infectados pela covid, 60 atletas desfalcam rodada

Gabriel Menino e Luan também estavam infectados, mas já se curaram e devem ir para o jogo.

Além de todos eles, o técnico Abel Ferreira ainda não poderá contar com outros atletas que seguem no departamento médico: Felipe Melo, Wesley e Luan Silva. Quem também está fora é Zé Rafael, suspenso por ter recebido o terceiro cartão amarelo.

Com todos esses desfalques, o Palmeiras tem apenas 13 jogadores à disposição para o jogo, o que deve fazer alguns atletas do time sub-20 sejam integrados ao grupo para ao menos completarem o banco de reservas.

Abel Ferreira, então, quebra a cabeça para escalar o time. Uma das opções é colocar o lateral-direito Mayke como armador. Outra alternativa é usar três zagueiros, já que todos da posição estão à disposição.

O Alviverde vive um ótimo momento na temporada, com quatro vitórias consecutivas no Brasileirão. Com o português como técnico, o time ainda não perdeu. Caso supere o lanterna Goiás, é bem possível que termine a rodada entre os quatro primeiros do torneio, e com um jogo a menos em relação à maioria dos concorrentes.

Artilheiro e apaixonado: Raphael Veiga está de bem com a vida