Clubes decidem aguardar Saúde para voltar aos treinos em São Paulo

Times da capital também oficializaram acordo de retomarem as atividades todos ao mesmo tempo para que não haja diferença de preparação

Paulistão foi paralisado em março a duas rodadas do fim da fase de grupos

Paulistão foi paralisado em março a duas rodadas do fim da fase de grupos

Reprodução/Facebook/FPF_Oficial

Os clubes da Série A1 e a FPF (Federação Paulista de Futebol) decidiram na tarde desta segunda-feira (4), em reunião por vídeo conferência, aguardar uma autorização da Secretaria de Saúde do Estado para voltar aos treinos em São Paulo. Anteriormente, em trato informal, os clubes já haviam combinado que voltariam todos no mesmo dia para evitar grandes diferenças na preparação física.

Mais cedo, para ajudar a conter a pandemia do novo coronavirus, o governo do Estado havia anunciado um decreto para esta terça que torna obrigatório o uso de máscaras para todos os cidadãos que circularem pelas ruas das cidades.

“O futebol paulista, unido e consciente de seu papel perante à sociedade, afirma que apenas voltará às atividades quando as autoridades de saúde estadual e municipais permitirem, preservando a integridade de todos os envolvidos na organização das partidas”, diz o comunicado distribuído pela FPF.

O Paulistão foi interrompido ainda em março, quando faltavam duas rodadas para o término da fase de grupos. 

Os clubes já haviam decidido em abril que a competição será encerrado dentro de campo — em um primeiro momento, pensou-se em manter o regulamento original com um jogo das quartas, um da semi e dois da final. A decisão, por exemplo, vai contra a Ferj (Federação de Futebol do Estado do Rio De Janeiro), que autorizou os clubes a retomarem os treinamentos.

Curta a página de Esportes do R7 no Facebook

Tem até tigre em casa! Conheça o jogador parente de sultão bilionário