Novo Coronavírus

Futebol CBF antecipa taxas para ajudar árbitros durante quarentena

CBF antecipa taxas para ajudar árbitros durante quarentena

Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) vai receber dinheiro e repassar auxílio para juízes que só recebem quando trabalham

Agência Estado - Esportes
Árbitros receberão ajuda de custo da CBF enquanto futebol estiver parado

Árbitros receberão ajuda de custo da CBF enquanto futebol estiver parado

Divulgação CBF

A CBF começa nesta quarta-feira um repasse à Associação Nacional dos Árbitros de Futebol (Anaf) para ajudar os árbitros brasileiros durante esse período de paralisação do futebol pela pandemia do novo coronavírus. O recurso vem após pedido da própria Anaf, que entendeu ser necessário distribuir um auxílio financeiro para quem depende do dinheiro recebido pelo trabalho nas partidas.

O anúncio de repasse foi feito pelo presidente da Anaf, Salmo Valentim. A CBF vai pagar R$ 6 mil para quem é árbitro do quadro da Fifa, R$ 3 mil para a categoria AB e mais R$ 1,5 mil para quem for das categorias C e D. O valor total de todo o repasse é avaliado em cerca de R$ 900 mil. O montante é um adiantamento de taxas de arbitragem. Quando o calendário for retomado, a quantia repassada será descontada.

"O mundo vive um momento de incertezas por conta da proliferação do coronavírus. No futebol, com as competições suspensas, muitos árbitros foram afetados economicamente. Por isso, o presidente da CBF (Rogério Caboclo) não só entendeu a situação, como aceitou o nosso pleito", anunciou Valentim no Twitter. Fora a CBF, o presidente da Anaf disse que vai recorrer também a outros setores para conseguir aumentar o auxílio aos árbitros.

Valentim contou que encaminhou ofício ao presidente do Senado, Davi Alcolumbre, e ao presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, para que os árbitros possam ser contemplados em programas do governo federal voltados para profissionais que não trabalham com carteira assinada.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Neymar explica futevôlei após ser criticado por imprensa na Espanha

Últimas