Campeonato Paulista Ceni fala sobre reforços e elogia destaque da Copinha: 'É uma opção'

Ceni fala sobre reforços e elogia destaque da Copinha: 'É uma opção'

Técnico exaltou jogadores que chegaram, comentou situação financeira do clube e disse que São Paulo ainda precisa se reforçar

Na véspera da estreia do São Paulo no Paulistão 2022, que ocorrerá nesta quinta-feira (27), contra o Guarani, em Campinas, o técnico Rogério Ceni concedeu entrevista coletiva em que afirmou que, mesmo com cinco novos jogadores no elenco, o time ainda precisa de reforços.

“Os nomes que chegaram são todos bons jogadores. Nikão, Alisson, Jandrei, Patrick e Rafinha são jogadores experientes, que demonstraram capacidade onde jogaram. A gente se sente melhor, com mais opções do que no ano passado, mas nós precisamos de reforços", afirmou.

Rogério Ceni durante treinamento na manhã desta quarta-feira (26)

Rogério Ceni durante treinamento na manhã desta quarta-feira (26)

Foto: Divulgação/SPFC

Apesar de deixar clara a necessidade de novos jogadores, o comandante disse ter consciência da atual situação financeira do Tricolor.

“O clube atravessa ainda uma crise financeira, mas foram boas contratações. No entanto, para brigar mais alto, precisamos de mais. A diretoria está buscando reforços, para termos mais peças durante o ano”, acrescentou.

E a base?
Na Copinha em 2022, o São Paulo caiu na semifinal diante do rival Palmeiras. Embora o título não tenha vindo, diversos jogadores chamaram a atenção de Rogério Ceni. Alguns, inclusive, já estão treinando com o time principal, no CT da Barra Funda, e devem ganhar chance com o técnico no Paulistão 2022. É o caso de Caio, atacante de apenas 17 anos que se destacou durante a competição.

“Sobre os garotos da base, a gente deve ter dois ou três que estavam na Copa São Paulo já relacionados para a partida [contra o Guarani]. O Caio é uma opção [de ponta], deve ficar, apesar dos 17 anos. Um jogador de velocidade pela esquerda, não conseguimos contratar. Tivemos o Douglas Costa, o Soteldo... Eram negociações difíceis. E outras, o Luis Henrique, hoje com o Sampaoli, e o David [do Fortaleza]. A gente tenta se adaptar”, revelou.

Por fim, Rogério ressaltou que pretende rodar o elenco durante o Paulistão, para evitar um desgaste físico tal qual aconteceu na última temporada, em que o Tricolor venceu o Campeonato Paulista e sofreu com lesões no início da caminhada no Brasileirão.

"Vamos rodar [o elenco], independentemente de resultado. Nós não vamos desgastar o elenco como no ano passado, tivemos férias. O que nos atrapalhou foram os 16 jogadores que contraíram Covid, além do Luciano, que voltou com lesão na panturrilha, e do Luan, que sente dores. Só oito atletas conseguiram trabalhar ininterruptamente nesses 15 dias”, completou.

Legado da Copinha: as joias que podem pintar no Paulista e no Carioca

Últimas