Novo Coronavírus

Futebol Brasileiro comemora volta a treinos em Portugal: 'Em casa é incompleto'

Brasileiro comemora volta a treinos em Portugal: 'Em casa é incompleto'

Zagueiro Maracás, do Paços de Ferreira, detalhou como está sendo o retorno às atividades no clube após a parada. Campeonato voltará dia 4 de junho

  • Futebol | Felippe Scozzafave, do R7

Maracás está em sua primeira temporada no futebol português

Maracás está em sua primeira temporada no futebol português

Divulgação

Aos poucos, a Europa vai tentando flexibilizar as regras do confinamento da população por conta da covid-19. Portugal, que foi um dos primeiros países a paralisar a circulação das pessoas, realização de eventos e outras formas de aglomeração de cidadãos, agora começa a voltar, ainda com cuidado, à vida normal.

Desde 19 de março, o governo do país decidiu por restringir a liberdade de circulação. No começo da última semana, iniciou-se o processo de flexibilização das medidas de confinamento. Com isso, estabelecimentos comerciais de pequeno porte, salões de beleza, entre outras coisas, poderão ser abertos ao público, claro, ainda com restrições no número de pessoas em cada local particular e com a utilização das máscaras de proteção.

Dessa forma, o futebol português também dá os primeiros passos para seu retorno.  Nesta terça-feira, a Liga anunciou o retorno do campeonato para o dia 4. Na última semana, o primeiro-ministro António Costa anunciou o retorno do campeonato para o dia 30 de maio. Porém, ainda era necessário um aval do Ministério da Saúde para que os jogos possam retornar.

A primeira medida foi o retorno dos treinos dos atletas nos clubes. O brasileiro Jobson de Brito Gonzaga, o Maracás, zagueiro do Paços de Ferreira, comemorou a medida.

“Foi muito bom poder treinar no clube novamente. Em casa a gente consegue fazer alguns trabalhos para manter a forma, mas não é completo. Não dá para comparar com o treino no clube. Certamente todos no clube estão felizes em voltar, mesmo que ainda com restrições.”

O defensor de 26 anos, que está em sua primeira temporada no Paços de Ferreira, falou também sobre as diferenças entres os treinamentos em casa e nas instalações do clube.

Zagueiro está feliz com retorno

Zagueiro está feliz com retorno

Divulgação

“A questão de espaço é um fator importante. Alguns atletas não dispõem de um grande espaço para treinar em casa, além dos equipamentos. A estrutura do Paços é muito boa, isso certamente fez falta nesse tempo afastado do clube. Também sentia falta da presença dos colegas da equipe, dos funcionários. A gente realmente vira uma família.”

“Nessa volta, a comissão técnica dividiu nosso elenco em duas partes. Um grupo treina às 9 horas e outro às 11 horas. Os jogadores são divididos em três campos diferentes, depois somos novamente divididos, mas em três grupos de quatro jogadores. Aí fazemos alguns trabalhos, sempre mantendo uma grande distância de um para o outro e seguindo as recomendações passadas pelo Ministério da Saúde. Também fazemos treinos físicos individuais. Acredito que nas próximas semanas possamos treinar mais juntos”, finalizou o atleta com passagens por Bahia, Vitória e Sampaio Corrêa, entre outros clubes.

O Campeonato Português foi paralisado após a realização da 24ª rodada do torneio, no dia 12 de março. Faltando dez rodadas para o final, o líder é o Porto, com 60 pontos, enquanto o Paços de Ferreira é o 16º colocado, com 24 pontos conquistados. Caso não houvesse a pausa, o torneio estaria hoje em sua 33ª rodada.

O que já está definido até agora é que todas as partidas terão portões fechados para os torcedores.

Quem são as 'moedas de troca' para o Barcelona tirar Neymar do PSG?

Últimas