Futebol Botafogo vence Flamengo e respira na briga contra o rebaixamento

Botafogo vence Flamengo e respira na briga contra o rebaixamento

Equipe alvinegra aproveita lances cruciais no 1º tempo, abre vantagem e segura pressão do rival pelo empate. Fla fica mais longe na briga pelo título

Botafogo vence Flamengo

Botafoguense Erik vence goleiro Cesar, do Flamengo, no Engenhão

Botafoguense Erik vence goleiro Cesar, do Flamengo, no Engenhão

ANDRé MELO ANDRADE/ELEVEN/ESTADÃO CONTEÚDO - 10.11.2018

A lei do ex até que deu as caras, mas não foi o suficiente para mudar os rumos do clássico da noite deste sábado (10). No Engenhão, o Botafogo venceu o Flamengo por 2 a 1, chegou a 41 pontos e respirou na briga contra o rebaixamento.

Erik e Valencia marcaram para o time alvinegro, enquanto Vitinho, ex-Botafogo e que foi bastante vaiado durante a partida pela torcida da casa, balançou a rede para a equipe rubro-negra.

Com o resultado, o Flamengo permaneceu com 60 pontos, na terceira colocação. Na próxima rodada, encara o Santos, no Maracanã, enquanto o Botafogo pega a Chapecoense, na Arena Condá.

Tome vaia
Antes mesmo de a bola rolar, Vitinho, atacante do Flamengo e que surgiu no Botafogo, sentiu o “carinho da torcida” alvinegra. A cada toque na bola, xingamentos e vaias ao camisa 14 rubro-negro.

Piscou, gol
O jogo era morno, sem grandes chances. O Flamengo tinha mais a
posse, mas era pouco efetivo. Até que, de um lateral no campo defensivo, o Botafogo conseguiu abrir o placar. Após a cobrança, Valencia acionou Erick, que aproveitou cochilo da zaga do Fla, colocou na frente e tocou na saída de César.

Surpresa
O Botafogo chegou ao segundo apenas dez minutos depois. Valencia, em cobrança de falta quase da linha de fundo, surpreendeu e bateu diretamente para o gol. César não foi nela e o alvinegro ampliou.

Mudança
O técnico Dorival Júnior, então, tirou o volante Cuéllar e colocou o meia Diego, avançando o time.

Lei do ex
O Fla começou o segundo tempo indo para cima e logo chegou ao gol, justamente com Vitinho, que, de cabeça, concluiu cruzamento de Pará.

Pressão
O Flamengo ensaiou uma pressão pelo empate – Vitinho carimbou a trave em falta –, mas o Botafogo conseguiu segurar e, mais do que isso, teve as melhores chances

Festejou
Ao apito final, alegria alvinegra no Nilton Santos!

FICHA TÉCNICA:

BOTAFOGO 2 X 1 FLAMENGO

Local: Estádio Nilton Santos.
Data/Hora: 10/11/2018, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)​
Auxiliares: Kleber Lúcio Gil (SC) e Neuza Inês Back (SC).
Cartões amarelos: Gatito, Carli, Gilson e Lindoso (Botafogo); Réver, Renê, Cuéllar, Diego, Paquetá e Arão (Flamengo)
Público e renda: 16.882 pagantes; 19.267 presentes / R$ 169.885,00
Gols: Erik (18'/1°T); Leo Valencia (28'/2°T); Vitinho (3'/2°T)

Botafogo: Gatito, Marcinho, Carli, Rabello e Gilson (Moisés, 18'/2°T); Lindoso, Matheus Fernandes e Leo Valencia (Renatinho, 45'/2°T); Erik, Luiz Fernando (Rodrigo Pimpão, 25'/2°T) e Brenner. Técnico: Zé Ricardo.

Flamengo: César, Pará (Rodinei, 24'/2°T), Léo Duarte, Réver e Renê; Cuéllar (Diego, 35'/1°T), Arão, Paquetá, Everton Ribeiro (Marlos Moreno, 30'/2°T) e Uribe. Técnico: Dorival Júnior.

    Access log