Corrupção na Fifa
Futebol Banido do futebol, ex-presidente da CBF repassa bens para familiares

Banido do futebol, ex-presidente da CBF repassa bens para familiares

Quando era presidente da entidade, o patrimônio de Marco Polo Del Nero aumentou 175%. Agora, ele repassa imóveis e negócios para filho e ex-mulher

Quando era presidente da entidade, Marco Polo Del Nero teve um aumento de 175% em seu patrimônio. Agora, o ex-dirigente repassa imóveis e negócios para filho e ex-mulher

Marco Polo Del Nero foi acusado de suborno e corrupção

Marco Polo Del Nero foi acusado de suborno e corrupção

Lucas Figueiredo/CBF

Acusado de suborno e corrupção, Marco Polo Del Nero foi banido do futebol pela Fifa e deixou o comando da CBF, em abril de 2018. Segundo o jornal 'Folha de São Paulo', o ex-dirigente está se desfazendo de seu patrimônio e repassando para familiares alguns de seus bens.

O repasse

Para o filho, Marco Polo Del Nero Filho, o ex-presidente da CBF repassou sua firma de advocacia, enquanto que para ex-mulher, Márcia Baldrati, doou um imóvel avaliado em mais de R$ 5 milhões, localizado no bairro nobre de São Paulo, Higienópolis.

Redução no patrimônio

O imóvel foi adquirido em 2012 e era um bons bens mais valiosos de Del Nero. Ainda de acordo com a publicação, desde que entrou na CBF, o patrimônio do ex-dirigente teve um aumento de 175%. A doação reduziu o patrimônio imobiliário de Del Nero em 25%, caindo de R$ 6,6 milhões para R$ 5 milhões.

Desde que assumiu a CBF, em 2015, Del Nero comprou mais dois imóveis, que, juntos, somam R$ 6,8 milhões. São duas coberturas dúplex, uma delas localizada na Barra da Tijuca, no valor de R$ 5,2 milhões.

Investigações

A ex-mulher para que o aparamento foi doado já foi investigada pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), por conta de doações recebidas em dinheiro vivo. Em 2015, recebeu R% 85 mil, enquanto outras duas ex-companheiras receberam mais de R$ 1,2 milhão de Del Nero.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.