Futebol Avaí repudia violência contra jogadores, mas multa jogadores

Avaí repudia violência contra jogadores, mas multa jogadores

Airton, Ralf, Jonathan e Ronaldo foram vistos em bar em Florianópolis (SC) e foram cercados por alguns torcedores na entrada do local

Agência Estado - Esportes

A diretoria do Avaí multou e afastou por tempo indeterminado os quatro jogadores vistos, no último domingo, em um bar em Florianópolis (SC), e que causou inclusive uma briga com torcedores. Airton, Ralf, Jonathan e Ronaldo foram cercados por alguns torcedores na entrada do local e o zagueiro Airton acabou sendo agredido.

"O Avaí F.C. entende que estes atletas descumpriram uma orientação do departamento médico (Protocolo interno da COVID-19) e não respeitaram o isolamento social, além dos cuidados necessários para evitar o contágio exigido pelas autoridades sanitárias, podendo trazer sérios riscos para o ambiente de trabalho", registrou o clube, em comunicado, sem revelar o valor das multas.

Ralf, ex-Corinthians, estava no grupo

Ralf, ex-Corinthians, estava no grupo

Reprodução/Instagram

O clube decidiu pela punição porque o quarteto furou a quarentena em meio à pandemia do novo coronavírus. O volante Ralf, ex-Corinthians, por exemplo, está em tratamento de uma lesão. Por outro lado, a direção condenou as agressões, físicas e verbais, sofridas pelos jogadores.

"O Avaí F.C., vem a público se manifestar sobre as absurdas agressões com alguns atletas ocorridas no dia 06/12/2020, por volta das 21 horas, repudiando, veementemente, qualquer ato de violência ou ameaça física ou verbal para com seus integrantes do quadro de futebol", anunciou o time catarinense.

Além de furarem a quarentena, os jogadores foram acusados de tumultuar o elenco, que não vive bom momento na Série B do Campeonato Brasileiro. A fase ruim, inclusive, culminou com a demissão do técnico Geninho. O Avaí é o nono colocado, com 37 pontos, contra 43 do Cuiabá, em quarto.

Após empatar por 1 a 1 com o Operário, em Ponta Grossa (PR), o Avaí volta a campo nesta terça-feira dentro da Ressacada contra a líder Chapecoense. O jogo começa às 21h30. A direção ainda não encontrou um substituto para Geninho.

Diego Souza se torna 10º maior artilheiro de todos Brasileiros; veja

Últimas