Após nova lesão de Toró, Cuca isenta médicos do São Paulo: 'Os caras dão a vida'

O técnico Cuca terá mais um desfalque no São Paulo: o atacante Toró voltou a sentir uma lesão na coxa esquerda durante a derrota por 1 a 0 para o Goiás, na noite de quarta-feira, no Morumbi, e será reavaliado nesta quinta. Ele já havia perdido cinco jogos entre agosto e setembro por causa de um problema muscular na mesma perna. Alexandre Pato, por sua vez, está no departamento médico em tratamento de um estiramento na coxa direita.

Apesar dos constantes desfalques por lesão, Cuca defendeu o departamento médico do São Paulo. O setor vem sendo bastante criticado por conselheiros e torcedores do clube. No dia 12 de setembro, o diretor-executivo de futebol Raí já tinha defendido o departamento médico tricolor.

"Todo mundo está sujeito a lesão. O Toró sentiu no mesmo lugar. Ele é de velocidade, de arranque. Isso acontece. A do Pato também é uma lesão que ocorre. Nessa loucura do futebol que é correria, pancada... É normal que você perca jogadores. Se buscar nas outras equipes, também tem desfalque. O departamento médico do São Paulo é muito bom, os caras dão a vida", afirmou Cuca.

Além de Pato e agora Toró, o departamento médico tricolor conta com Rojas, que operou o joelho direito e só voltará a jogar em 2020. Neste ano, o setor passou por uma mudança interna: o médico Auro Arayel foi para a base do clube, enquanto Tadeu Moreno subiu para o profissional.

Para a partida contra o Flamengo, no sábado, no Maracanã, pela 22ª rodada do Brasileirão, o São Paulo terá a volta do meia Hernanes. Ele cumpriu suspensão pelo terceiro cartão amarelo na derrota para o Goiás. O elenco tricolor se reapresenta na tarde desta quinta-feira, no CT da Barra Funda.