Após derrota, Diego Souza e Valentim já miram confronto do Botafogo contra Ceará

A derrota por 2 a 0 para o Atlético-MG, nesta quarta-feira, no Mineirão, deixou o Botafogo correndo risco de perder a vaga para a Copa Sul-Americana de 2020. Por isso, o discurso do meia Diego Souza e do técnico Alberto Valentim foi direcionado para o Ceará, último adversário do clube carioca no Campeonato Brasileiro.

"Temos um jogo importante domingo para vaga na Sul-Americana. Parabenizar o nosso torcedor, pois no momento mais difícil esteve com a gente. A frase que eles falam 'ninguém ama como a gente' é realmente verdade", falou Diego Souza, que também analisou a sua participação contra o Atlético-MG.

"A gente tentou, teve uma infelicidade. O futebol está muito estudado. Tomamos o primeiro gol e tivemos que correr dobrado. Equipe deles é qualificada, dificultou bastante. Tentamos, tivemos oportunidades. Hoje (quarta-feira) tive a felicidade de me movimentar melhor. A forma que eles jogam facilitou para que tivesse espaço", comentou.

Já Alberto Valentim lamentou o revés, mas deixou claro que o time irá brigar até as últimas instâncias para conquistar uma vaga na Sul-Americana, após passar boa parte da competição lutando contra o rebaixamento. "O torcedor botafoguense tem que entender que vamos nos preparar seriamente, da melhor maneira possível. Temos um objetivo que é a vaga da Sul-Americana. Precisamos fazer nossa parte contra o Ceará e torcer", disse o comandante.

O treinador ainda salientou a dificuldade de encarar o Atlético-MG no Mineirão. "Difícil jogar aqui, contra um time rápido. E a gente procurava ser um pouco mais ofensivo do que vínhamos sendo nos últimos jogos. Infelizmente a vitória não veio", concluiu.