Após ser cobrado, Neymar se manifesta sobre racismo e pede fé

Camisa 10 entra na campanha #BlackOutTuesday contra casos de violência policial nos Estados Unidos, em que Geroge Floyd morreu

Neymar participa de campanha contra atos racistas

Neymar participa de campanha contra atos racistas

Reprodução Instagram @neymarjr

Neymar se pronunciou contra o racismo nesta terça-feira (2), em sua conta no Instagram. O atacante vinha sendo cobrado por fãs e personalidades, como o influenciador Felipe Neto, desde que outros esportistas começaram a fazer campanhas contra violência policial devido a morte de Goerge Floyd há uma semana. 

Leia mais: 'Tyson não é meu amigo, mas temos objetivos em comum', diz Holyfield

O brasileiro entrou na campanha #BlackOutTuesday (terça-feira no apagão) em que as pessoas fazem uma postagem na rede social sem nenhuma foto, e fica preto. O camisa 10 acrescentou uma imagem de sua tatuagem da palavra Fé. Na legenda, escreveu: Black lives matter (vida negras importam) #blackouttuesday. Com um emoji de coração preto. 

Ver essa foto no Instagram

Black lives matter  #blackouttuesday

Uma publicação compartilhada por ene10ta Érre   neymarjr (@neymarjr) em

A campanha que o jogador entrou foi lançada pela indústria da música norte-americana, mas todos os outros setores também aderiram. Entre os atletas, Neymar está acompanhado de Messi, que também só se pronunciou nesta terça, Usain Bolt, David Beckham, Zinedine Zidane, Marcelo (Real Madrid), Willian (Chelsea) e muitos outros.  

Ver essa foto no Instagram

#BLM #blackouttuesday

Uma publicação compartilhada por Leo Messi (@leomessi) em

Na última segunda-feira, o nome de Neymar chegou a ficar entre os assuntos mais comentados das redes sociais no Brasil, depois que Felipe Neto cobrou um posicionamento do jogador do Paris Saint-German. 

Veja também: 244 milhões de seguidores. Omissão. Morte de Floyd para Neymar

De acordo com o youtuber, o atacante é o maior influenciador digital do Brasil no mundo, uma vez que ele tem mais de 244 milhões de seguidores, levando em consideração suas contas no Instagram, Twitter e Facebook. 

A assessoria de imprensa afirmou que não falaria sobre o assunto e nesta terça, Neymar é mais uma celebridade que entra na campanha contra o racismo no mundo. 

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Atletas apoiam movimento contra racismo após morte de George Floyd