Tragédia no Flamengo
Esportes Flamengo recebeu 31 multas da prefeitura, mas só pagou 10

Flamengo recebeu 31 multas da prefeitura, mas só pagou 10

De acordo com o município, autos de infração foram emitidos pela Secretaria de Fazenda porque o CT estava funcionando sem alvará da pasta

multas flamengo

CT não tinha alvará da Fazenda, mas tinha do Urbanismo

CT não tinha alvará da Fazenda, mas tinha do Urbanismo

Tomaz Silva/Agência Brasil - 08.02.2019

O Flamengo recebeu 31 multas da Prefeitura do Rio por manter o Centro de Treinamento Presidente George Helal, o Ninho do Urubu, em Vargem Grande, funcionando sem licença. Em nota divulgada na tarde deste sábado (9), o governo municipal informou que, desse total, o time pagou 10 multas e deixou 21 sem pagamento.

Comitê de crise diz que ar passou por inspeção na véspera de incêndio

Segundo a prefeitura, houve pedido para licenciamento do espaço em setembro de 2017, mas o alvará da secretaria de Fazenda não foi concedido porque o clube não apresentou o certificado do Corpo de Bombeiros.

A primeira multa foi emitida em outubro de 2017, e a mais recente em dezembro de 2018. A prefeitura disse que não pode divulgar os valores dos autos de infração.

Segundo a nota, a prefeitura diz que “a Secretaria Municipal de Fazenda atuou de forma diligente e tentou fechar o CT ao longo de 14 meses, mas as determinações dos fiscais da Fazenda foram ignoradas”.

Em estado grave, atleta passa por broncoscopia

Procurado pelo R7, o Flamengo não se pronunciou sobre as multas e o alvará da prefeitura.

Alojamento não estava em projeto

A área do alojamento que pegou fogo na sexta-feira (9) estava descrita como um estacionamento em projeto. O local, de acordo com a Prefeitura, sequer constava no último projeto aprovado, no dia 5 de abril de 2018 pela área de licenciamento do município e não existem novos pedidos de licenciamento para o clube utilizar o espaço como dormitório.

A Prefeitura disse que, nestes tipos de instalação, inspeções são feitas a partir de denúncias. O atual CT tem licença para funcionamento apenas da pasta de Urbanismo, válida até dia 8 de março deste ano.