Esportes Final da Libertadores faz preço da passagem do Rio para Lima triplicar

Final da Libertadores faz preço da passagem do Rio para Lima triplicar

Levantamento feito pelo buscador de voos Kayak aponta que valor dos bilhetes saltou de R$ 1.956 para R$ R$ 5.949 após transferência da decisão

final da Libertadores

Ida e volta para Lima no fim de semana da final está 204% mais caro

Ida e volta para Lima no fim de semana da final está 204% mais caro

Getty Images

A transferência da final da Libertadores entre Flamengo e River Plate da cidade de Santiago (Chile) para Lima (Peru) fez o preço médio das passagens aéreas partindo do Rio de Janeiro para a capital peruana saltar 204%, de acordo com uma pesquisa feita pelo buscador de voos Kayak.

O levantamento, feito com base em viagens entre 22 e 24 de novembro, mostra que os bilhetes para a data da decisão rumo a Lima custavam, em média, R$ 1.956 ao longo do mês de outubro. Após o anúncio na última terça-feira (5), o valor triplicou, para R$ 5.949.

Leia mais: Flamenguistas calculam nova 'bolada' por troca de local da final

Mudança preocupa flamenguista com passagens compradas

Mudança preocupa flamenguista com passagens compradas

Paulo Sério/Estadão Conteúdo - 23.10.2019

O fenômeno não se limitou às passagens para voos partindo apenas da capital fluminense. Segundo o Kayak, o valor médio das passagens vendidas em território nacional rumo à cidade de Lima no final de semana da decisão disparou 176%, de R$ 1.892 para R$ 5.223.

A pesquisa foi feita com base em voos de ida e volta na classe econômica saindo de todos os aeroportos do Brasil com destino a Lima. A comparação leva em conta o volume de buscas do dia 5 de novembro com a média diária de outubro de 2019.

O Procon afirma que vai notificar as companhias aéreas pelo aumento excessivo dos preços das passagens para Lima. O órgão de defesa do consumidor avalia que os reajustes são abusivos e vão contra o Código de Defesa do Consumidor.

A variação significativa nos preços já havia sido verificada pelo R7 no mesmo dia da alteração do palco da final. Na ocasião, era possível observar o salto de 135% no valor das passagens para a decisão relação aos dois finais de semana que antecedem o confronto.

Diante das mudanças, o vice-presidente do Flamengo, Rodrigo Dunshee de Abranches, usou suas redes sociais para cobrar 'responsabilidade social' das companhias aéreas e pedir para que elas “facilitem a vida” dos flamenguistas que haviam comprado passagens para acompanhar a final em Santiago.

No Rio, os torcedores rubro-negros que estavam com a viagem marcada para o duelo correm para trocar as passagens e diárias de hotéis. Alguns confessam que a ida a Lima ainda é incerta devido ao incremento adicional no valor já investido.

Confira os times já garantidos na Libertadores de 2020