Futebol Ferguson afirma que Beckham "perdeu o foco" após casamento

Ferguson afirma que Beckham "perdeu o foco" após casamento

O ex-treinador do Manchester United, Sir Alex Ferguson, afirmou nesta quarta-feira em entrevista à uma emissora americana que o ex-jogador da seleção inglesa David Beckham, que ele treinou entre 1992 e 2003, "perdeu o foco" depois do casamento com a pop star Victoria Adams.

Ferguson, que se aposentou ao fim da última temporada Após 27 anos à frente dos 'Red Devils', foi o técnico que lançou Beckham no futebol profissional e falou de sua relação com o jogador.

Sir Alex Ferguson explicou que Beckham e sua esposa "viveram uma mudança de status" após o casamento, e se surpreendeu quando o meia escolheu jogar em 2007 no Los Angeles Galaxy, equipe desconhecida fora dos Estados Unidos.

"Aos 12 anos de idade, quando o coloquei sob minha proteção, seu grande sonho era jogar futebol da melhor maneira possível. Ele era um trabalhador, sempre treinando muito", lembrou Ferguson em entrevista à emissora PBS americana, transcrita nesta quarta-feira pelo jornal inglês Times.

"Em seguida, porém, sua vida mudou quando ele casou com esta menina (Victoria Adams) das Spice Girls, e sua vontade também mudou. Ele se transformou com o novo status de figura pública, perdendo aquela concentração. Quando o vendemos ao Real Madrid (2003), fizemos um bom negócio", declarou Ferguson.

Com os 'Galáticos', 'Becks' conquistou uma Liga Espanhola antes de se mudar para Los Angeles.

"Não pude acreditar quando ele foi jogar em Los Angeles Galaxy. Não entendi. Eu nunca faria isso", continuou o lendário técnico.

No fim da entrevista, porém, um grande elogio. "Ele se reinventou. Ele foi jogar em Los Angeles e mesmo assim jogou pela seleção inglesa por um bom tempo. Em seguida, disputou novamente a Liga dos Campeões da Europa com o Milan. Ele é incrível. O que ele conquistou, ninguém pode tirar".

Na mesma entrevista, Ferguson também falou sobre uma eventual volta ao comando do Manchester United, que hoje passa por uma fase ruim sob o comandado de outro escocês, David Moyes.

"Não estou interessado em treinar de novo e considero que o United está em boas mãos com David Moyes, é um bom técnico", afirmou.

jdg/pi/cle/el/am