Esportes Olímpicos Primeiro-ministro do Japão pensa em Olimpíada 'ideal' só com vacina

Primeiro-ministro do Japão pensa em Olimpíada 'ideal' só com vacina

Shinzo Abe demonstrou preocupação com saúde  dos atletas e com a luta contra covid-19. Jogos serão disputados entre 23 de julho e 8 de agosto

Agência Estado - Esportes
Shinzo Abe acredita na importância da vacina contra coronavírus na Olimpíada

Shinzo Abe acredita na importância da vacina contra coronavírus na Olimpíada

Kim Kyung-Hoon/EFE/EPA

O primeiro-ministro Shinzo Abe afirmou, nesta segunda-feira (25), que os Jogos Olímpicos de Tóquio, ano que vem, precisam ser disputados de forma "ideal" e com a necessidade de uma vacina contra o coronavírus.

O desejo de Abe foi relatado durante entrevista coletiva na capital japonesa, que teve como tema também o fim do estado de emergência no país, que estava em vigor desde 7 de abril por causa da pandemia. Em 24 de março, a Olimpíada foi adiada para 2021 e será disputada entre os dias 23 de julho e 8 de agosto.

"Atualmente, o COI (Comitê Olímpico Internacional) e o comitê organizador (de Tóquio 2020) estão trabalhando para a preparação da Olimpíada no verão do ano em que vem. No entanto, a luta contra o coronavírus será longa", disse Abe.

As declarações do ministro japonês vêm na sequência de palavras recentes do presidente do COI, Thomas Bach, em que afirmou ser impossível adiar mais uma vez os Jogos. "O governo mantém a posição de a Olimpíada ser disputada de forma ideal como uma amostra da vitória completa da humanidade contra o coronavírus."

Veja mais: Após feito histórico na marrom, Victor Hugo quer repetir sucesso como faixa-preta e mira Grand Slam com ouro duplo

Mas Abe afirmou que a luta contra a covid-19 não é apenas do Japão. "As pessoas virão de todo o mundo e os atletas vão querer treinar. Eu acho que é extremamente importante que se desenvolvam medicamentos e a vacina."

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Desafio beneficente arrecada milhões com atletas famosos

Últimas