Esportes Olímpicos Presidente de Tóquio 2020 tem de se desculpar por frase machista

Presidente de Tóquio 2020 tem de se desculpar por frase machista

Japoneses pediram demissão de Yoshiro Mori, que já foi primeiro-ministro do Japão, mas Comitê Organizador aceitou só desculpas

Yoshiro Mori teve de se desculpar por falas machistas

Yoshiro Mori teve de se desculpar por falas machistas

Franck Robichon/EFE/EPA - 10.6.2020

O presidente do comitê organizador local dos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de Tóquio 2020, Yoshiro Mori, apresentou nesta quinta-feira um pedido público de desculpas por declarações sobre as mulheres, que geraram desconforto generalizado dentro e fora do Japão.

"Reconheço que os comentários durante a reunião do Comitê Olímpico Japonês foram contrários ao espírito olímpico. Sinto muito", disse o também ex-primeiro-ministro do país asiático, que tem 83 anos, em uma entrevista coletiva convocada às pressas um dia após o incidente.

Os comentários de Mori foram feitos em reunião extraordinária do órgão nacional, em que foi debatida a meta fixada de aumentar o número de membros mulheres dos atuais 20% para 40%. O presidente do Comitê avaliou a conveniência de limitar o tempo de intervenção delas devido à "uma tendência para falar demais".

"Ouvi alguém dizer que, se aumentarmos o número de mulheres no Conselho, temos que regular o tempo de uso da palavra de alguma forma ou nunca acabaremos", disse o ex-primeiro-ministro, cujos comentários foram recebidos com risos por membros do COJ.

Horas depois que as declarações vieram à tona, usuários de redes sociais no Japão reagiram com pedidos para que ele se demitisse, e houve a publicação de hashtags que destacavam o desprezo de Mori às mulheres.

O presidente do Comitê Local negou a possibilidade de deixar o cargo de comando devido à polêmica,.

"Não tenho intenção de desistir. Tenho lutado nestes sete anos de preparação para os Jogos, mas se todos me dizem que estou incomodando, então devo refletir", admitiu Mori.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Laís Souza sobre 7 anos de acidente: 'Amor faz as pernas andarem'

Últimas