Ministra de Tóquio 2020 afirma que coronavírus pode adiar Olimpíadas

Seiko Hashimoto disse ao parlamento japonês, nesta terça, que COI permite que Jogos aconteçam em qualquer mês de 2020; Comitê nega adiamento

Seiko Hashimoto admitiu adiar Jogos Olímpicos

Seiko Hashimoto admitiu adiar Jogos Olímpicos

Kimimasa Mayama/EFE - 11.9.2019

Seiko Hashimoto, Ministra dos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, admitiu na manhã desta terça-feira (3), que o surto do coronvarírus pode adiar as Olimpíadas. 

De acordo com a ex-patinadora, o contrato com Comitê Olímpico Internacional (COI) determina que a competição aconteça em 2020. Com isso, poderia acontecer em outro mês até o fim do ano. 

"O COI tem o direito de cancelar os Jogos somente se eles não ocorrerem dentro de 2020. Isso pode ser interpretado como a possibilidade dos Jogos serem adiados, contanto que sejam realizados durante esse ano", explicou Seiko.

Já Thomas Bach, presidente do Comitê rechaçou a hipótese de adiamento na avertura da reunião do Comitê Executivo da entidade, em Lausanne, na Suíça, também na manhã desta terça.

"O COI está totalmente determinado a fazer com que os Jogos ocorram com sucesso a partir de 24 de julho e até 9 de agosto", declarou o dirigente. 

Leia mais:
Coronavírus não pode terminar com Campeonato Italiano, diz dirigente
Atleta brasileiro que joga em Wuhan revela receio de voltar à China
Fantasma do coronavírus: veja como epidemia está afetando o esporte

Mesmo admitindo a mudançã, Seiko afirmou que o Comitê Tóquio segue trabalhando para o evento acontecer na data prevista. "As preparações para os jogos Olímpicos de Tóquio estão continuando com o objetivo de termos uma edição de sucesso de os Jogos neste verão em Tóquio", informou a ministra. 

O anuncio veio após a confirmação de 274 pessoas infectadas e seis mortes no Japão. 

Eventos testes adiados

Nesta terça os comitês organizadores dos Jogos Olímpicos e dos Paralímpicos anunciaram o adiamento de um evento teste de rúgbi em cadeira de rodas, como medida preventiva contra a propagação do coronavírus. A competição aconteceria entre 12 e 15 de março em Tóquio com participação de atletas locais e estrangeiros.

"Tóquio 2020 organizará o evento de teste de alguma forma em abril, após garantir a segurança e do entorno", apontaram os comitês organizadores locais por meio de comunicado.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook. 

Atleta conhecido como 'Besuntado de Tonga' consegue vaga em Tóquio