Esportes Olímpicos Governo de São Paulo aprova volta de esportes sem contato físico

Governo de São Paulo aprova volta de esportes sem contato físico

Com decisão, vôlei e natação podem realizar torneios nas regiões fase amarela do Plano São Paulo. Esportes como basquete, apenas treinos voltam

Agência Estado - Esportes
Vôlei é um dos esportes, sem contato direto, que deve ser permitido voltar

Vôlei é um dos esportes, sem contato direto, que deve ser permitido voltar

Ricardo Bufolin/Panamerica Press/ECP

O Secretário de Esportes do Governo de São Paulo, Aildo Ferreira, anunciou a retomada dos esportes sem contato físico direto (treinamentos e competições) nas regiões que estejam na fase amarela do Plano São Paulo, criado pelo Centro de Contingência do novo coronavírus. A novidade foi revelada em um podcast publicado na noite de terça-feira pelo governo estadual. Modalidades como vôlei, tênis, hipismo e natação estão liberadas.

O basquete também poderá realizar treinamentos, seguindo o protocolo apresentado pelo Novo Basquete Brasil (NBB), mas apenas nas cidades que estão na fase amarela. Todas as atividades com autorização para retorno de treinamentos e/ou competições deverão ocorrer sem a presença de público.

Modalidades com contato direto como artes marciais, handebol, rúgbi e outros precisam contar com protocolo específico aprovado pelo Centro de Contingência do Governo do Estado, visando aprovações de medidas específicas de testagem da covid-19, distanciamento social e higienização.

"A Secretaria de Esportes tem se reunido constantemente com federações e instituições esportivas no intuito de intermediar a elaboração de protocolos, interagindo diariamente com o Centro de Contingência. Com foco total na saúde e na preservação da vida, temos trabalhado diariamente para essa retomada gradual", disse Aildo Ferreira, salientando a integração total com as atualizações semanais do Plano São Paulo.

Veja mais: Campeão júnior em 2016, Lucas Silveira aproveita altas ondas no Rio

O Plano São Paulo regulamenta o enfrentamento à pandemia do novo coronavírus e a retomada de atividades econômicas nos 645 municípios paulistas, divididos em 17 regiões de saúde. As fases de cada região são determinadas por critérios técnicos e científicos como casos confirmados da contaminação por covid-19, óbitos e capacidade de atendimento hospitalar a casos graves da doença.

Neste momento, as regiões que estão na fase amarela do Plano São Paulo são: Capital, Baixada Santista, Registro, Araraquara/São Carlos, Sub-região sudeste da região metropolitana de São Paulo (que engloba o ABC) e Sub-região sudoeste da região metropolitana de São Paulo. Na vermelha, a mais restritiva, estão Ribeirão Preto, Franca e Piracicaba. As demais 10 regiões do Estado ocupam a fase laranja.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook

Um par custa R$ 4,4 milhões! Tênis de Michael Jordan são leiloados

Últimas