Novo Coronavírus

Esportes Olímpicos Bob Burnquist transforma sonho em realidade com criação de Instituto

Bob Burnquist transforma sonho em realidade com criação de Instituto

Skatista abre organização durante pandemia para fazer ajudas emergenciais; após crise ações serão focadas no esporte, educação e inclusão social

Bob inaugurou o instituto no mês de maio, durante pandemia do coronavírus

Bob inaugurou o instituto no mês de maio, durante pandemia do coronavírus

Divulgação Instituto Bob Burnquist

Há pouco mais de dois meses, em meio à pandemia do novo coronavírus, Bob Burnquist decidiu tirar do papel um sonho antigo e abriu um instituto que leva seu nome. “Estávamos para lançar e a pandemia chegou. Seguramos um pouco, mas senti que no meio disso tudo, não tinha melhor hora para nascer, para fazer acontecer”, lembra um dos maiores skatistas do mundo.

Nesse momento difícil e de urgência, a entidade trabalha com ações pontuais para ajudar as pessoas mais afetadas pela covid-19. Como nesta sexta-feira (3), que em associação ao Grupo Fleury serão doadas 5 mil máscaras de proteção para profissionais da saúde de cinco hospitais públicos do Estado Rio de Janeiro.

Lema do Instituto: Inspirar, Educar e Transformar

Lema do Instituto: Inspirar, Educar e Transformar

Divulgação Instituto Bob Burnquist

“É o momento certo de agir. Conseguimos unir forças para distribuir cestas básicas, ajudar com equipamentos médicos. Agora estamos em um momento emergencial, os projetos pensados anteriormente ficam em segundo plano para ajudar como podemos agora”, explica Bob.

A sede do instituto fica na Ilha da Gigoia, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Lá, primeiro foi a casa em que Bob morou, depois foi transformado em um restaurante com rampa de skati, que tinha a cara do brasileiro. Por causa da pandemia, o lugar parou de atender o público e virou o ponto central para a ONG.

“A ideia era não ter sede, porque não precisamos gastar dinheiro com sede grande e fazer aquela fanfarra toda. Precisamos mesmo é fazer algo que ajude de fato. Mas no meio da pandemia, não pudemos continuar com o restaurante. Então a sede social ficou no espaço e que tem a minha identidade. O instituto não é diferente do meu estilo de vida”, conta o skatista.

O estilo de vida de Bob é uma das principais característica do Instituto, que tem o lema é inspirar, educar, transformar. As ações estarão ligadas ao universo do skate, com uma ideia colaborativa e integrado com áreas da saúde, educação e ciência.

O IBB quer trabalhar na criação de obstáculos de skate, reformas de pistas, ferramentas para jardinagem, bancos de sementes para cultivo e hortas sustentáveis, programas educacionais holísticos, oficinas de arte e de nutrição.

Instituto segue estilo de vida de Bob Burnquist

Instituto segue estilo de vida de Bob Burnquist

Divulgação Instituto Bob Burnquist

“Estamos numa nova era de cidadania, passamos por mudanças de hábitos. A ideia é criar projetos que possam educar e selar essa teoria na prática. Queremos não só dar uma cesta básica, mas educar nos conceitos da agricultura regenerativa, na proteção dos povos tradicionais. Vamos ajudar as pessoas a montar suas próprias hortas”, diz o skatista.

Dono de 30 medalhas dos X-Games, uma espécie de Olimpíada dos esportes radicais, e de uma fama de gente boa, Bob resolveu usar a imagem criada no skate para auxiliar quem precisa. Mas, faz questão de dizer que não precisa muito para ajudar o próximo.

“Não precisamos do Instituto para ajudar as pessoas, não precisamos de dinheiro. Precisamos de boa vontade, bom ânimo. Às vezes uma palavra de conforto, um sorriso é tudo que sabemos que realmente importa”, finaliza Bob Burnquist.

Curta a página do R7 Esportes no Facebook.

Sem Neymar na lista! Confira melhores atletas do século 21

Últimas