Pelé 80: camisa 10 foi goleiro em quatro partidas ao longo da carreira

Rei do Futebol, que completa oito décadas de vida na próxima semana, não deixou Santos levar gols nesses jogos

Pelé não levou gol quando nas quatro partidas que foi improvisado

Pelé não levou gol quando nas quatro partidas que foi improvisado

Divulgação/Santos/FC

Que Pelé foi um grande goleador, todo mundo sabe. Mas que o camisa 10 também atuou como goleiro é daquelas histórias dignas de ser lembradas em ocasiões especiais. O Rei do Futebol, que completa 80 anos na próxima sexta-feira (23), defendeu a meta do Santos em quatro oportunidades.

Naquele tempo, entre as décadas de 1960 e 70, quando as substituições não aconteciam como hoje no futebol, Pelé assumiu a posição do titular e não deixou que a sua equipe levasse gols — do outro lado, para se ter uma ideia, o atacante marcou 1.281 gols, em 1.363 jogos registrados na IFFHS (Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol).

A primeira vez em que foi para o gol foi no dia 4 de novembro de 1959, na vitória do Peixe sobre o antigo Comercial de São Paulo, que não mais existe, em partida válida pelo Paulista na Vila Belmiro. Pierin, o Lalá, se machucou durante a partida e Pelé fez as vezes de goleiro.

Depois, o camisa 10 ainda substituiu Gylmar em 1964, Jair Estevão em 1969 (quando inclusive deixou de bater um pênalti que poderia consagrar o seu milésimo gol) e Claudio Mauriz.

Neymar passa Ronaldo Fenômeno e assume vice-artilharia da seleção