Esportes Espanha encerra longa invencibilidade da Itália e vai à final da Liga das Nações

Espanha encerra longa invencibilidade da Itália e vai à final da Liga das Nações

FUT-NACOES-ESPXITA:Espanha encerra longa invencibilidade da Itália e vai à final da Liga das Nações

Reuters - Esportes

Por Simon Evans

MILÃO (Reuters) - A Espanha acabou com o recorde mundial da Itália de 37 jogos sem derrota, nesta quarta-feira, quando Ferran Torres marcou duas vezes na vitória por 2 x 1 no estádio San Siro, em uma eletrizante semifinal da Liga das Nações.

Atual campeã europeia, a Itália, perdendo por dois gols no intervalo, teve de jogar todo o segundo tempo com 10 jogadores depois que o capitão Leonardo Bonucci foi expulso, mas mostrou muita determinação ao tentar evitar a primeira derrota desde o revés em setembro de 2018 para Portugal.

"Os jogos são assim, às vezes certos episódios podem influenciá-los", disse o técnico da Itália, Roberto Mancini. "É decepcionante. Devíamos ter ficado com 11 homens, cometemos um erro que não se pode cometer neste nível".

A Espanha enfrentará a vencedora da semifinal de quinta-feira entre França e Bélgica na decisão de domingo.

Torres colocou a Espanha na frente aos 17 minutos, ao aproveitar cruzamento da esquerda de Mikel Oyarzabal que passou pelo goleiro italiano Gianluigi Donnarumma.

O goleiro, vaiado por torcedores do Milan irritados com sua recente transferência do clube para o Paris Saint-Germain, quase proporcionou um segundo gol para a Espanha quando espalmou um arremate inofensivo de Marcos Alonso contra a própria trave, mas Bonucci conseguiu jogar para fora.

A Azzurra, que derrotou a Espanha nos pênaltis na semifinal da Euro em julho, perdeu um homem aos 42 minutos, quando Bonucci foi expulso por um segundo cartão amarelo após uma cotovelada em Sergio Busquets.

Torres ampliou para a equipe de Luis Enrique ao marcar de cabeça antes do intervalo, em outro belo cruzamento de Oyarzabal.

A Itália pressionou na segunda etapa e garantiu um final tenso para um jogo de qualidade ao diminuir a sete minutos do final, com gol de Lorenzo Pellegrini após jogada de Chiesa.

Últimas