Esportes Em busca da 6ª vitória seguida, Botafogo pode assumir vice-liderança da Série B

Em busca da 6ª vitória seguida, Botafogo pode assumir vice-liderança da Série B

O Botafogo quer aproveitar o tropeço do Goiás - derrota para o Avaí por 1 a 0 - para assumir a vice-liderança da Série B do Campeonato Brasileiro. Embalado por cinco vitórias seguidas, o clube carioca visitará o CSA no estádio Rei Pelé, em Maceió (AL), na noite desta quinta-feira, às 19 horas, pelo encerramento da 25.ª rodada.

Sem perder há sete rodadas e vindo de vitória sobre o Náutico, por 3 a 1, o Botafogo aparece na terceira colocação com 44 pontos, a um do Goiás. O CSA, por sua vez, bateu o Londrina por 2 a 0, mas não passa dos 32 pontos, a oito da zona de rebaixamento degola e a 12 do G-4 - zona de acesso.

No Botafogo, o meio-campista Marco Antônio sequer viajou. Ele disputou todos os jogos do Botafogo na Série B e anotou quatro gols. Com dores musculares, Marco Antônio deverá ser substituído por Diego Gonçalves. O volante Pedro Castro será outra ausência. Ele está com uma lesão na panturrilha direita e será substituído por Luís Oyama. Outra novidade no Botafogo será a volta do técnico Enderson Moreira, após cumprir dois jogos de suspensão.

"O campeonato é muito difícil. As pessoas têm uma noção de que a gente vai chegar agora e vai ser tudo tranquilo, e realmente não vai. A gente deve passar por algumas dificuldades ainda, talvez um momento de resultados que não são tão positivos, a gente tem que estar preparado pra isso. Tomara que a gente possa adiar isso o máximo possível, mas é uma competição muito igual, e os nossos jogos têm demonstrado isso", analisou Enderson.

No CSA, Mozart Santos terá força máxima em campo. Ele não terá jogadores suspensos e nem lesionados, entre aqueles que têm usado em campo. Sem falar que o meia Renato Cajá e o atacante Dellatorre estão recuperados de lesão e passam a ser opções. A dupla deve pegar as vagas de Marco Túlio e Nilson, respectivamente.

"Temos um adversário que está no G-4, que vem de uma sequência muito boa, mas em casa somos fortes. Vai ser um grande jogo, nós almejamos vencer. Eu costumo trabalhar sempre jogo a jogo, até porque cada adversário precisa de alguns ajustes e contra o Botafogo não vai ser diferente", analisou o treinador.

Últimas