Esportes Em adeus de Luxemburgo, Vasco busca uma despedida honrosa diante do Goiás

Em adeus de Luxemburgo, Vasco busca uma despedida honrosa diante do Goiás

Matematicamente, o Vasco ainda tem chance de escapar do rebaixamento no Brasileirão, apesar de ninguém no clube acreditar nesse milagre. Já conformado com a ida à Série B, a equipe busca uma despedida honrosa diante do Goiás, às 21h30, em São Januário. O jogo marcará o adeus de Vanderlei Luxemburgo, que não faz parte dos planos da diretoria para reerguer o time.

Apenas uma combinação salva o Vasco de sua quarta queda na história. Teria de ganhar dos rebaixados goianos, torcer para o Fluminense vencer o Fortaleza e ainda tirar um saldo de 12 gols, algo raro num futebol cada vez mais equilibrado.

Depois de bradar que o Vasco não seria rebaixado, Luxemburgo se rendeu à queda e disse "não ter como esconder o inevitável à torcida" após o empate sem gols com o Corinthians, na rodada passada. Assumiu os erros e se colocou à disposição para ajudar em mais uma reconstrução da equipe.

Menos de uma semana, porém, os dirigentes optaram por sua saída do clube carioca. Luxemburgo ainda dirige o Vasco contra os goianos. "Quero agradecer ao Vasco, sua gigantesca torcida e garantir que vou dirigir o time na última rodada. Prometi trabalhar nos 12 jogos e vou cumprir."

Após boa passagem em 2019, o treinador aceitou o desafio de tentar salvar a equipe sem receber salários. Mas fracassou e agora buscará, junto ao time, tentar um adeus com uma vitória para amenizar a dor do vascaíno.

Não conseguir fazer o time reagir nesses 11 duelos sob sua direção, até então, custaram caro ao comandante, que viu os dirigentes dispensarem sua permanência em reunião na quarta-feira.

Últimas