Novo Coronavírus

Esportes 'Disputar a Copa do Brasil hoje é aberração', avalia Alexandre Kalil

'Disputar a Copa do Brasil hoje é aberração', avalia Alexandre Kalil

Prefeito de BH e ex-presidente do Atlético-MG lembrou de pedido de Lisca, do América, e afirmou que não entraria em campo

  • Esportes | Pablo Nascimento e Célio Ribeiro*, do R7

Prefeito de BH foi presidente do Atlético

Prefeito de BH foi presidente do Atlético

Divulgação / Atlético / Bruno Cantini

O Prefeito de Belo Horizonte e ex-presidente do Atlético-MG, Alexandre Kalil (PSD), classificou como ‘aberração’ a manutenção da Copa do Brasil no momento em que o país enfrenta uma alta no número de internações e mortes causadas pela covid-19.

Durante coletiva nesta sexta-feira (5), em que anunciou o novo fechamento do comércio na capital mineira, o prefeito foi perguntado sobre como avalia a disputa no momento. Kalil citou o técnico do América-MG, Lisca, que pediu a paralisação dos campeonatos, e disse que não colocaria “seu time” em campo.

— Como eu não sou presidente do Atlético-MG, mas já fui, meu time não ia sair de Belo Horizonte. Eu acho que disputar uma Copa do Brasil hoje é uma aberração.

Kalil ponderou que não é possível afirmar que os jogos não afetam os números da pandemia, mas disse termer que a covid-19 possa fazer vítimas no meio esportivo. O prefeito descartou a proibição dos jogos na capital.

— Futebol continua igual está. [Ao fechar a cidade] estamos falando de lojas, bares, restaurantes. Não estamos falando de um evento sem público realizado uma ou duas vezes por semana.

BH fechada de novo

Alexandre Kalil determinou que BH volte a "estaca zero" a partir de sábado (6), quando apenas os serviços essenciais poderão funcionar. Segundo o prefeito, a decisão foi tomada de forma antecipada, já que os indicadores da pandemia apontam para um aumento na ocupação dos leitos intensivos na cidade.

'Ferrari mal estacionada' fez Ibra conhecer a mãe de seus filhos

Últimas