Tragédia no Flamengo
Esportes Curto-circuito pode ter causado fogo no CT do Flamengo, diz engenheiro

Curto-circuito pode ter causado fogo no CT do Flamengo, diz engenheiro

Segundo membro da academia de engenharia, curto circuito se propagou entre aparelhos interligados devido ao aumento da corrente elétrica

Vista do centro de treinamento do Flamengo após incêndio

Vista do centro de treinamento do Flamengo após incêndio

Fábio Mota/Estadão

Relatos de jovens que sobreviveram ao incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, na manhã da sexta-feira (8), na zona oeste do Rio de Janeiro, afirmaram que o problema teria tido início no ar condicionado. Segundo o engenheiro elétrico Reinaldo Castro, membro da Academia Brasileira de Engenharia, a causa da tragédia estaria relacionada a um curto-circuito. 

Leia mais: 'Afilhado' de Felipe Melo, jovem do Fla faria 15 anos neste sábado

"A causa do incêndio foi alguma imperícia, uma subtensão que pode ter causado um aumento da corrente elétrica e daí um curto circuito no ar condicionado", afirmou à Record TV. "Como os aparelhos estão ligados entre si, esse curto circuito foi contaminando esses aparelhos. O que causou o incêndio no ar condicionado foi o gás que existe no ar condicionado, mas o início do incêndio foi um curto-circuito."

Leia mais: 'Era moleque do bem', diz amigo sobre garoto do Fla morto no CT

O CT Ninho do Urubu está localizado em um bairro residencial do Rio de Janeiro, sujeito, segundo o engenheiro à problemas de queda de tensão. "essas interrumpções causam problemas de queda de tensão. no cointainer houve um retorno da energia causou um problema de subtensão e consequentemente o aumento da corrente e um curto circuito."

Segundo ele, seria muito difícil evitar o incêndio no momento em que ocorreu, uma vez que tudo ocorre muito rapidamente. O que poderia ter sido realizado seria uma proteção anterior. "Os dados estão dentro do sistema de fornecimento de energia e essa tensão pode ser entendida para entender porque o incêndio ocorreu somente dentro do container."

Leia mais: Incêndio no Flamengo provoca preocupação sobre CTs no país

Além das possíveis falhas técnicas, o engenheiro aponta ainda que a quantidade de árvores que caíram na rede elétrica pode ter colaborado para a interrupção constante da queda do sistema elétrico. "Essas interrupções podem causar prioblemas de falta de tensão."

Ar condicionado

O vice-governador do Rio de Janeiro, Claudio Castro (PSC), visitou, na sexta-feira (8), o centro de treinamento do Flamengo, e anunciou para a imprensa que as autoridades trabalham com a hipótese de que o incêndio tenha sido causado por um curto-circuito no sistema de ar condicionado do alojamento.

Leia mais: Prefeitura afirma que emitiu cerca de 30 autos de infração ao Flamengo

A informação ainda é extra-oficial, mas o político foi designado pelo governador Wilson Witzel para acompanhar a perícia no local. "Informações preliminares apontam que teria sido o ar, mas é muito cedo ainda para afirmar. É preciso saber especificamente se foi isso e, sendo confirmado, se foi um defeito no aparelho ou algo na rede interna ou externa de energia", adiantou.