Copa 2018 Bélgica vence Inglaterra, passa em 1º e pega Japão nas oitavas da Copa

Bélgica vence Inglaterra, passa em 1º e pega Japão nas oitavas da Copa

Time belga, com muitos reservas — assim como os ingleses — venceu por 1 a 0, com gol de Januzaj, em Kaliningrado, e conquistou a liderança do Grupo G

Belga Felaini tenta passar por ingleses na partida que definiu a liderança da chave

Belga Felaini tenta passar por ingleses na partida que definiu a liderança da chave

REUTERS/Mariana Bazo - 28.6.2018

A Bélgica venceu a Inglaterra por 1 a 0, nesta quinta-feira (28), em Kaliningrado, e terminou a primeira fase na liderança do Grupo G da Copa do Mundo. O gol foi marcado pelo meio-campista Januzaj, no segundo tempo da partida.

Veja os confrontos das oitavas de final da Copa

Com o resultado, os belgas enfrentarão o Japão, segundo colocado do Grupo H, na próxima segunda-feira, às 15 horas, em Rostov. Já a Inglaterra, segunda colocada da chave, terá pela frente a Colômbia, na terça-feira que vem, também às 15 horas, na Arena Spartak, em Moscou.

Acompanhe o minuto a minuto de Inglaterra x Bélgica no R7

O confronto

Já classificadas, as duas equipes entraram em campo com times mistos. Ambos os treinadores decidiram poupar os principais jogadores para os duelos da próxima fase do Mundial. Os artilheiros Harry Kane (Inglaterra) e Romelu Lukaku (Bélgica) começaram o jogo no banco de reservas.

O jogo começou morno. Os times pareciam pouco interessados em atacar. Mas, aos 6 minutos, o goleiro inglês Pickford teve que se esticar para espalmar o belo chute de Tielemans, da Bélgica, no primeiro grande lance da partida.

No entanto, aos 9 minutos, Pickford quase entregou o ouro. Thorgan Hazard fez um cruzamento e Felaini ajeitou de cabeça para Batshuayi, que estava na pequena área. Pickford se antecipou e defendeu, mas soltou na sequência e deu um susto em Cahill, que tirou em cima da linha.

A Bélgica dominou os primeiros 15 minutos do duelo. Os ingleses tentaram algumas investidas, mas tiveram apenas um bom momento em uma falha do goleiro Courtois.

Aos 19 minutos, Tielemans fez uma falta dura em Rose e recebeu o cartão amarelo — um dos critérios de desempate — e que poderia decidir o primeiro lugar do grupo devido ao equilíbrio entre ingleses e belgas até aquele momento.

Pouco depois, Felaini dominou no peito e disparou para o gol, a bola explodiu na zaga e voltou para Tielemans, que também tentou emendar, mas não foi bloqueado. Na sequência do lance, a defesa da Inglaterra conseguiu afastar o perigo.

Aos 30 minutos, o lateral-direito Alexander-Arnold recebeu na intermediária, avançou alguns metros e chutou em direção ao gol. A bola passou muito perto da trave direita de Courtois. No entanto, ficou a dúvida se a intenção do lateral inglês teria sido bater direto no gol ou fazer o cruzamento.

A Inglaterra teve outra boa descida com o meio-campista Loftus-Cheek, que tentou uma cabeçada com perigo, aos 34 minutos, mas errou o alvo.

Confira tudo sobre Copa 2018 no R7 Esportes

O jogo cresceu em emoção nos minutos finais da primeira etapa. Ingleses e belgas se alternaram em bons lances.

Por outro lado, os dois times mostraram que a pontaria não era o forte de ambos. Talvez faltasse a presença dos artilheiros Kane e Lukaku para mudar tal panorama no segundo tempo.

Etapa final

Na volta do intervalo, a Inglaterra foi o primeito time a buscar o gol. Aos 2 minutos, Rashford dominou no bico esquerdo da área e tentou tocar no ângulo de Courtois, mas chutou alto demais.

Porém, três minutos mais tarse, o meia Januzaj abriu o placar com um golaço em Kaliningrando. O jogador belga recebeu do lado direito da área, limpou o zagueiro inglês e bateu de esquerda, cruzado, no ângulo de Pickford: 1 a 0.

Os ingleses partiram para o ataque após sofrerem o gol. Aos 21 minutos, Vardy fez um belo lançamento para Rashford. O atacante avançou sozinho e tentou tirar de Courtois, que saía do gol, mas errou o alvo. Foi uma chance incrível perdida pela Inglaterra.

Veja a tabela completa da Copa do Mundo 2018

Logo após o lance, o técnico Gareth Southgate colocou o artilheiro Harry Kane no aquecimento. Do lado belga, Eden Hazard, camisa 10 e craque do time, irmão de Thorgan, também começou a se preparar para entrar. Mas nenhum deles entrou em campo.

Mas as primeiras trocas não trouxeram a campo os artilheiros. Na Inglaterra, o lateral Alexander-Arnold, do Liverpool, deu lugar ao atacante Welbeck.

A Inglaterra seguiu pressionando. Aos 37 minutos, um chute forte da entrada da área tinha endereço certo, mas Felaini cortou e cedeu o escanteio para os ingleses.

O meia Dries Mertens, astro do Napoli, ainda teve uma grande oportunidade de ampliar. O jogador chutou forte, mas Courtois fez grande defesa. A Bélgica ainda teve mais dois ataques importantes com Felaini, mas não conseguiu marcar.

O duelo entre Inglaterra e Bélgica não foi aquele esperado pelo público. Mas a partida foi bem disputada e demonstrou que as duas seleções podem surpreender os considerados favoritos ao título da Copa do Mundo.

Ficha técnica
28/6 – Estádio de Kaliningrado (Kaliningrado)
INGLATERRA 0 x 1 BÉLGICA

Árbitro: Damir Skomina (Eslovênia); Gol: Januzaj, aos 6 minutos do 2º tempo; Cartões amarelos: Tielemans e Dendoncker (Bélgica)
INGLATERRA: Pickford; Jones, Stones (Maguire, no intervalo) e Cahill; Alexsander-Arnold (Welbeck, aos 32 do 2º), Loftus-Cheek, Delph e Rose; Rashford e Vardy. Técnico: Gareth Southgate.
BÉLGICA: Courtois; Dendoncker, Boyata e Vermaelen (Kompany, aos 28 do 2º); Dembelé, Felaini, Chadli e Thorgan Hazard; Januzaj (Mertens, aos 40 do 2º), Batshuayi e Tielemans. Técnico: Roberto Martinez.

Copa 2018: veja as melhores imagens de Inglaterra e Bélgica

    Access log