Esportes Contra desgaste, Cuca aposta na força do grupo do Atlético-MG diante do Juventude

Contra desgaste, Cuca aposta na força do grupo do Atlético-MG diante do Juventude

A desgastante batalha com o Bahia, pelas oitavas de final da Copa do Brasil, e a dura visita ao River Plate, quarta-feira, pela Copa Libertadores, vão obrigar o técnico Cuca a descansar suas principais peças em visita ao Juventude. Mesmo brigando ponto a ponto pela liderança do Campeonato Brasileiro, o treinador não quer correr riscos no Alfredo Jaconi, às 16 horas, e apostará na força do elenco mineiro.

O treinador não adianta para quais nomes dará descanso, mas deve preservar o zagueiro Réver e seus homens de frente. Nacho Fernández também pode ser poupado. Assim como um dos volantes.

"É outro jogo para a gente fazer valer a força do grupo, avaliar junto com a fisiologia e a preparação física os jogadores", afirmou o treinador. "Nem trata-se de preservar, trata-se de pensar no próximo jogo, aquele que vai estar na melhor condição, mais próximo dos 100% para colocar uma equipe competitiva e, se Deus quiser, conseguir mais uma vitória."

Uma ausência sentida é do chileno Vargas. O atacante entrou nos dois últimos jogos do Atlético-MG, tendo participação decisiva para a vitória contra o Athletico-PR e para a classificação às quartas de final na Copa do Brasil ao anotar o gol decisivo na derrota por 2 a 1 em Salvador. Mas acabou expulso contra os paranaenses, no fim, e cumpre suspensão.

Com confronto direto com o líder Palmeiras na próxima rodada, a ordem é somar um bom resultado fora de casa para tentar assumir o primeiro lugar no Mineirão contra os comandados de Abel Ferreira.

Depois de perder a posição e ser multado por quebrar protocolos de segurança contra a covid-19, o lateral-direito Guga pode ter nova chance entre os titulares. Já entrou no decorrer do confronto contra o Bahia e seria opção para descanso de Mariano.

COVID-19 NO JUVENTUDE - Com seis casos no elenco, o Juventude terá uma série de desfalques para encarar o Atlético-MG: os laterais Michel Macedo e William Matheus, zagueiro Rafael Forster, os volantes Élton e Jadson e o meia Wagner. Destes, Michel Macedo e Rafael Forster, que foram diagnosticados na semana passada, ainda podem aparecer no time titular caso testem negativo na véspera do jogo.

Não bastasse o surto no elenco, o treinador Marquinhos Santos tem mais três desfalques certos: o zagueiro Vitor Mendes, o volante Guilherme Castilho e o meia Bruninho. Emprestados ao time gaúcho pelo Atlético-MG, o trio não pode atuar devido a uma cláusula no contrato que não permite a utilização deles contra o clube detentor dos seus direitos.

Além disso, o zagueiro Vítor Mendes também cumprirá suspensão por três cartões amarelos - o último recebido na vitória por 1 a 0 contra a Chapecoense. "Temos muitos desfalques, problemas com a covid, mas tenho certeza de quem entrará em campo dará conta do recado e fará o melhor com a camisa do Juventude", explicou o técnico Marquinhos Santos.

Nesta semana, a diretoria anunciou as contratações do volante Ricardinho, de 32 anos, que estava no Sport e do atacante Ricardo Bueno, 33 anos, que estava no Operário-PR disputando a Série B. Bueno chega para substituir o centroavante Matheus Peixoto, que se transferiu para o futebol da Ucrânia. Ele foi registrado nesta sexta-feira e pode aparecer como surpresa nesta partida.

Últimas