Com tratamento em casa, Gilberto e Miguel se recuperam de lesões no Fluminense

O Fluminense comunicou nesta quarta-feira que dois dos três jogadores que estavam lesionados antes do período de paralisações das competições estão recuperados. São os casos do lateral Gilberto e do meia-atacante Miguel, que realizaram tratamento em casa, sendo monitorados pelo departamento médico do clube.

Gilberto e Miguel tinham lesões musculares na coxa. O coordenador da fisioterapia do Fluminense, Nilton Petrone, explicou como se deu o tratamento e afirmou que os jogadores podem treinar sem restrições.

"Eles já tinham sido orientados, então já sabiam os procedimentos de evolução do trabalho. Já haviam começado os trabalhos conosco antes da pausa. Eles levaram equipamentos do clube para casa e ficamos remotamente orientando eles. A gente estava disponível para conversar com eles a qualquer hora que precisassem. Então, Gilberto e Miguel fizeram todos os protocolos estabelecidos, se recuperaram ainda a tempo de fazer o treinamento remoto que iniciamos antes das férias, porque eles já estavam na fase final da recuperação. Então, quando retornaram agora, voltaram normal. Eles já tinham feito o protocolo da transição com a preparação física", afirmou.

O zagueiro Frazan segue me tratamento, afinal, o seu problema era bem mais grave - ele se recupera de uma cirurgia no joelho direito, realizada na pré-temporada. No entanto, há a possibilidade de o defensor realizar trabalhos de transição quando o Fluminense retomar as atividades no seu CT - nesse momento, as atividades são remotas.

"No caso do Frazan, que fez uma cirurgia de joelho, ele já está com movimento de extensão e flexão do joelho praticamente normais, já começou a fazer os trabalhos de força e a fazer bicicleta. Então, acreditamos que quando voltarmos aos treinos, ele estará entregue a preparação física para fazer a transição", concluiu o fisioterapeuta.