Esportes Cavaleiro australiano dá positivo para cocaína e está fora dos Jogos Olímpicos

Cavaleiro australiano dá positivo para cocaína e está fora dos Jogos Olímpicos

A Equestrian Australia, federação de hipismo do país da Oceania, informou, nesta quarta-feira que o cavaleiro Jamie Kermond foi flagrado em exame antidoping para um metabólito da cocaína e está fora dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

O atleta, de 36 anos, participaria pela primeira vez de uma olimpíada, terá direito a um exame de contraprova. Ele nem chegou a embarcar para a capital japonesa.

"A cocaína é proibida em competição pela Agência Mundial Antidopagem (WADA) e pela Política Nacional Antidopagem Australiana de 2021. O Sr. Kermond está proibido de participar de qualquer evento compatível com a WADA, incluindo os Jogos Olímpicos de Tóquio 2020, enquanto a suspensão provisória estiver em vigor", comunicou a federação.

Kermond, que estava na equipe de saltos de hipismo da Austrália, ocupa o 103º lugar no ranking mundial, mas só competiu uma vez desde o início da pandemia. Ele foi alvo de uma denúncia na semana passada, em reportagem do jornal "The Australian".

Segundo Rowan Willis, cavaleiro que ocupa a posição 59 no ranking, mas não está na lista australiana para os Jogos de Tóquio, Kermond teria seria selecionado devido à relação com Stephen Lamb, que participou do processo de escolha dos atletas australianos.

As competições de hipismo nos Jogos Olímpicos de Tóquio começam nesta sexta-feira e vão até o dia 7, penúltimo dia de disputas.

Últimas